Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Policial

Ministério Público do Paraná intervém em caso de motos ilegais em Mundo Novo

O Oficial PM diz que em sua maioria absoluta, os condutores destes veículos são menores de idade e, portanto sem estar devidamente habilitados e ainda responsáveis por diversos crimes de trânsito

Assessoria

11 de Setembro de 2013 - 07:35

Representantes do Ministério Público Estadual de Guaíra-PR, cidade que se limita com Mato Grosso do Sul, sendo separado do Estado pelo Rio Paraná,  solicitaram nesta semana  ao Comandante do Terceiro  Pelotão da Polícia Militar de Mundo Novo, capitão Joeder Martins e ao delegado da Polícia Civil Natanael Matias, informações sobre a apreensão de motonetas e motocicletas ilegais, que teriam sido adquiridas em um desmanche localizado no Município paranaense.

Há cerca de dois anos, integrantes de organismos de segurança que atuam em Mundo Novo, em especial da Polícia Militar que possui a incumbência de fiscalizar o trânsito no núcleo urbano e em estradas rurais e municipais, têm feito a apreensão de várias motocicletas e motonetas com chassi unitilizado com um esmeril, o que impossibilita sua leitura.

Estes veículos são adquiridos pelo proprietário de um desmanche situado em Guaíra em leilões realizados pelo Detran do Paraná e deveriam ser destinados apenas a reposição de peças, porém está ocorrendo um desvirtuamento da destinação e as motocicletas irregulares passam a rodar muitas vezes com placas de veículos legalizados.

O capitão Joeder Matins diz que todas as informações solicitadas pelo Promotor de Justiça foram encaminhadas, tais como cópias de boletins de ocorrências onde figuram estes veículos e de notas fiscais, além de declarações de pessoas que adquiriram estes veículos no estabelecimento. Todo este material fará parte de um procedimento instaurado pelo Ministério Público para apurar os fatos.

O Oficial PM diz que em sua maioria absoluta, os condutores destes veículos são menores de idade e, portanto sem estar devidamente habilitados e ainda responsáveis por diversos crimes de trânsito, como executar manobras de alto risco na via pública em Mundo Novo, tais como “empinar motocicletas” e fazer o chamado “zerinho”, além de “rachas”.

Ele alerta as pessoas para que não comprem este tipo de veículo, pois além de prejuízos financeiros, elas responderão criminalmente pelo feito, além de sofrerem sanção administrativa, caso possuam carteira de habilitação.