Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 24 de Janeiro de 2022

Policial

Ministro lança gabinete e aposta em integração para combater crimes na fronteira

Ele também destacou que o ministro garantiu fiscalização constante e que o GGI-F é prioridade do governo federal no combate ao crime.

Campo Grande News

29 de Abril de 2011 - 11:45

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, juntamente com o governador André Puccinelli (PMDB), lançaram nesta manhã, em Corumbá, o GGI-F (Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira), o segundo do País, uma das apostas da pasta para o combate ao tráfico de armas e drogas nas regiões de fronteira.

“Podemos juntos trabalhar e isto é de fundamental importância, porque muitas vezes se fecha uma grande estrada, mas as rotas vicinais levam o tráfico. Temos que ter uma presença efetiva nestes lugares com a integração das forças necessárias e até guardas municipais. Temos que detectar pontos de vulnerabilidade e agir”, afirmou Cardozo, segundo informações do site Capital do Pantanal.

“Esta integração entre os países é importante porque queremos o que os bolivianos e paraguaios querem: combater a violência e dar tranquilidade para suas famílias”, opinou o governador André Puccinelli.

Para o deputado estadual Paulo Duarte (PT), que acompanhou a agenda em Corumbá, a ação representa a única saída para solucionar crimes nas regiões fronteiriças.

“Na Bolívia, por exemplo, receptação não é crime e no Brasil é, então, a integração é necessária. E isso vale para todas as outras fronteiras, como a do Paraguai. O assunto interessa a todo País, visto que a fronteira do Estado é apontada como uma das principais entradas da armas”, comentou o parlamentar.

Ele também destacou que o ministro garantiu fiscalização constante e que o GGI-F é prioridade do governo federal no combate ao crime.

GGI - São considerados membros natos do GGI Aliança representantes dos seguintes órgãos: Batalhão da Polícia Militar, Delegacia Regional da Polícia Civil, Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Operações de Fronteira, representante da Superintendência de Assistência Socioeducativa e representantes da Agencia Estadual de Administração do Sistema Penitenciário e da Coordenadoria Geral de Perícia. Os demais órgãos poderão atuar no colegiado, como convidados.

O Gabinete é um fórum deliberativo e executivo que opera por consenso, sem hierarquia e respeitando a autonomia das instituições que o compõem. Visa coordenar o Sistema Único de Segurança Pública nos Estados, conforme termo de convênio celebrado entre a União, por intermédio do Ministério da Justiça, (Secretaria Nacional de Segurança Pública), e os Estados Federados, por suas Secretarias de Segurança Pública e Defesa Social.

Encontro - Estiveram presentes no encontro autoridades federais e estaduais da Segurança Pública, integrantes do Executivo dos municípios de Corumbá e Ladário e da província boliviana de Puerto Suárez, membros Ministério Público e do Judiciário, Receita Federal, representantes do Exército, Marinha, Aeronáutica e das forças de segurança da Bolívia.