Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 5 de Maio de 2021

Policial

Motorista que matou mãe e filha em acidente é condenado a 14 anos de prisão

Foi apurado que Odenir conduzia um carro, na contra-mão, em alta velocidade e ainda, possivelmente embriagado.

Midiamax

21 de Fevereiro de 2017 - 16:20

Odenir Rodrigues dos Santos, 40 anos, que se envolveu em um acidente que causou a morte de mãe e filha, em Nova Andradina, foi condenado pelo crime de homicídio duplamente qualificado por recurso que dificultou a defesa da vítima e perigo comum. A pena foi fixada em 14 anos de prisão em regime fechado, sem o direito de apelar em liberdade.

O acidente com duas mortes aconteceu em 1 de novembro de 2015. Na época, Odenir se apresentou à polícia poucos dias depois do acidente, ficou em liberdade e acabou preso, após, embriagado, se envolver em outro acidente.

Foi apurado que Odenir conduzia um carro, na contra-mão, em alta velocidade e ainda, possivelmente embriagado. Ele colidiu frontalmente na motocicleta em que estavam Roselene Temoteo Nascimento Labegallini e Mayra Temoteo Carvalho.

Conforme o TJ MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), em sessão de julgamento, na última sexta-feira (17),o Ministério Público sustentou que o réu, ao dirigir a 133/km por hora após ingerir bebida alcoólica, assumiu o risco de matar (dolo eventual). Sustentou que a colisão foi frontal e que não houve frenagem na pista, não havendo a mínima possibilidade de a motocicleta ocupada pelas vítimas reagir no momento da colisão, já que o réu invadiu a pista contrária repentinamente.

A defesa alegou que Odenir não estava trafegando na contramão de direção e que a velocidade da via permitida era de 110/km por hora. Além disso alegou que o réu agiu com culpa e não dolo, pedindo a condenação do réu pelo crime de homicídio culposo.

Mãe e filha eram moradoras de Santópolis do Aguapeí (SP). Roselene se mudou para Nova Andradina para fazer um tratamento médico e Máyra estava na cidade visitando a mãe.