Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 8 de Março de 2021

Policial

Mulher atropelada por Peugeot 208 na Via Parque deve passar por mais cirurgias

O fato aconteceu no domingo (14), no cruzamento da Via Parque com a Rua Naviraí, região norte de Campo Grande

MidiaMax

30 de Setembro de 2014 - 10:49

Marli Bueno dos Santos, de 48 anos, que foi atropelada por Alisson Bruno da Silva, de 24 anos, que estava aparentemente embriagado, deve passar por mais cirurgias. O caso dela é estável e segue internada no setor da enfermaria da Santa Casa de Campo Grande.

Ainda não há previsão para as novas cirurgias que devem ocorrer em uma das pernas da vítima e na bacia. O fato aconteceu no domingo (14), no cruzamento da Via Parque com a Rua Naviraí, região norte de Campo Grande.

Ela chegou a passar por uma cirurgia logo após o acidente. A mulher era garupa de uma motocicleta conduzida pelo marido, Antônio Francisco da Silva, de 59 anos, que seguia pela Via Parque. Eles foram surpreendidos por Alisson Bruno que dirigia o Peugeot 208, branco, placas OOL-8713, de Campo Grande (MS), que estava na Rua Naviraí, mas que atravessou a preferencial repentinamente e colidiu na moto, que foi arremessada até um muro.

Alisson Bruno tentou fugir do local e  com a mãe, tentou agredir uma testemunha do acidente que prestava depoimento. Ele foi preso no local e encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro.

Alisson Bruno se recusou a fazer o exame do etilômetro e pedia pelo advogado. Na delegacia, ele pagou a fiança arbitrada em R$ 724 e foi liberado. Durante o flagrante, a Polícia Civil foi informada de que o condutor da motocicleta morreu por causa do acidente.

O caso foi registrado como homicídio doloso, quando há intenção de morte.