Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 27 de Janeiro de 2022

Policial

PF faz operação contra grupo que fraudou meio milhão em licitações

De acordo com a polícia, o grupo fraudava procedimentos licitatórios que envolviam verbas públicas federais destinadas à saúde, educação e infraestrutura.

Campo Grande News

16 de Maio de 2011 - 09:00

A PF (Polícia Federal) deflagrou hoje a “Operação Questor” contra uma quadrilha composta por funcionários públicos e empresários em Ladário. Seis pessoas foram presas em Ladário e uma em Campo Grande, por volta das 6 horas.

De acordo com a polícia, o grupo fraudava procedimentos licitatórios que envolviam verbas públicas federais destinadas à saúde, educação e infraestrutura.

O prejuízo aos cofres públicos supera meio milhão de reais. Ao todo, foram cumpridos sete mandados de prisão temporária, sendo quatro em Ladário, dois em Corumbá e um em Campo Grande.

A operação também vai cumprir 26 mandados de busca e apreensão em Ladário, Corumbá, Dourados, Campo Grande, Barão de Cotegipe (RS) e Maringá (PR). A investigação durou mais de um ano e foi realizada em conjunto com o Ministério Público Federal e a Controladoria Geral da União.

Segundo a PF, o prefeito de Ladário, Josè Antônio Faria (PT), ainda não é investigado nessa operação. Dos seis presos em Ladário, alguns são secretários municipais, informa a Polícia, mas os nomes ou cargos ainda não foram divulgados.

O nome da operação é alusivo ao administrador financeiro da antiga Roma, “Questor”, responsável pela coleta de impostos, supervisão do tesouro e da contabilidade do “Estado Romano”, função equivalente ao atual secretário de Finanças.