Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Policial

PMA autua assentados explorando madeira ilegalmente e por incêndio em floresta

A PMA apreendeu a madeira, paralisou as atividades e a infratora foi multada em R$ 1.000,00. Ela também responderá por crime, que prevê pena de seis meses a um ano de detenção.

Assessoria

20 de Setembro de 2013 - 13:46

Ontem, Policiais Militares Ambientais de Bonito (MS) realizaram fiscalização no assentamento Canaã, no município de Bodoquena (MS) e autuaram assentados por incêndio e exploração ilegal de madeira. Uma assentada, de 45 anos, residentes no lote 221, havia realizado a derrubada de várias árvores em uma área de um hectare, para a exploração da madeira sem autorização ambiental.

A PMA apreendeu a madeira, paralisou as atividades e a infratora foi multada em R$ 1.000,00. Ela também responderá por crime, que prevê pena de seis meses a um ano de detenção.

Outro morador do mesmo assentamento foi autuado por colocar fogo em área para limpeza de resíduos florestais também sem autorização ambiental. Houve queima de um hectare de vegetação e o autor foi multado em R$ 1.000,00. Este assentado responderá por crime ambiental de provocar incêndio em mata ou floresta. Se condenado, poderá receber pena de reclusão de dois quatro anos.