Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 4 de Dezembro de 2021

Policial

PMA prende em flagrante e autua em R$ 85 mil dois homens por extração ilegal de aroeira

Os infratores informaram que foram contratados por uma pessoa conhecida como “Val”, em Anastácio (MS) e que este estava em um veículo de uma autoescola.

Assessoria PMA

20 de Agosto de 2013 - 13:32

Policiais Militares Ambientais de Miranda (MS) realizavam fiscalização pela estrada Chapena, que liga Bonito (MS) à região do Distrito de Águas do Miranda (Km 21), no município de Bonito e autuaram ontem dois homens por exploração de madeira sem autorização do órgão ambiental.

Em uma propriedade rural, os policiais ouviram barulho de motosserra e, quando foram averiguar, localizaram os infratores cortando madeira da espécie “aroeira”, que é protegida por lei. Eles já haviam cortado 85 árvores e tinham transformado em madeira para uso em cercas. Foram apreendidas 40 lascas e 32 palanques, junto com a motosserra. Segundo um dos infratores, na semana passada eles tinham transportado 500 lascas da madeira cortada. A PMA localizará a madeira e fará a apreensão.

Os infratores informaram que foram contratados por uma pessoa conhecida como “Val”, em Anastácio (MS) e que este estava em um veículo de uma autoescola. Cada um dos infratores foi multado em R$ 42.500,00, perfazendo a multa total de R$ 85.000,00, conforme o Decreto Federal 6.514/2008. Eles também foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Bonito e responderão por crime ambiental. A pena é de um a dois anos de reclusão.

A espécie vegetal aroeira é protegida por lei. A portaria 83-N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.