Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Policial

Polícia captura foragido com condenações por tráfico e receptação

W.R.L., que tem passagens criminais por tráfico de drogas, furto qualificado, receptação e violência doméstica, é reincidente em evasão do sistema prisional.

Redação/Região News

13 de Junho de 2024 - 08:32

Polícia captura foragido com condenações por tráfico e receptação
W.R.L., 24 anos foi preso nesta quarta-feira. Foto: Polícia Civil.

Após vários dias de monitoramento, a Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, prendeu W.R.L., 24 anos, que tinha um mandado de prisão em aberto por desobedecer a medidas cautelares que lhe permitiam cumprir a pena por tráfico de drogas em regime semiaberto, com uso de tornozeleira eletrônica.

W.R.L., que tem passagens criminais por tráfico de drogas, furto qualificado, receptação e violência doméstica, é reincidente em evasão do sistema prisional, do qual tem entrado e saído há pelo menos 4 anos.

Conhecido como Safadão, ele tem uma condenação determinada pelo Tribunal de Justiça a 3 anos e 8 meses, sendo um ano e 8 meses de reclusão (em regime fechado) e dois anos de detenção (em regime aberto) por tráfico de drogas.

Em 23 de agosto de 2019, ele foi preso pela Polícia Militar quando vendia drogas perto do Clube Cascatinha. Com ele, os policiais encontraram uma porção de cocaína e cinco de maconha. Ele reagiu à prisão e investiu contra a guarnição.

No dia 17 de agosto de 2021, foi condenado pelo juiz Cláudio Muller Pareja a 5 anos de prisão e dois de detenção, em regime semiaberto, com direito de recorrer em liberdade.

Em março do ano passado, a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça reduziu a pena para um ano e 8 meses em regime aberto, porque não ficou provado que Safadão integrava uma organização criminosa. Ele foi condenado ao pagamento de R$ 5.522,27, que até agora não quitou.

Um mês após ter sido preso por tráfico, em 17 de setembro de 2019, Safadão foi surpreendido pela Polícia Militar na Rua Leôncio de Souza Brito, pilotando uma motocicleta Honda NX4 Falcon que tinha registro de furto em Campo Grande dois meses antes.

O suspeito disse que havia pago R$ 5 mil pela moto. Em julho de 2022, foi condenado por receptação a um ano de reclusão, pena restritiva substituída pelo pagamento de três salários mínimos.

A outra condenação de Safadão foi por furto cometido em 27 de outubro de 2018. O rapaz tentou promover um arrastão no estacionamento da JBS. Ele tentou furtar, sem sucesso, quatro carros, quebrando os vidros das portas dianteiras e tentando fazer ligação direta em três carros modelo Gol, placas HSJ-533, QAE-9836 e JET-0150, além do Ford Fiesta, placa HSC-8492.

Em agosto do ano passado, foi sentenciado a 4 anos e 8 meses em regime semiaberto, mais uma vez com direito a recorrer em liberdade. Em março, a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça alterou o regime da pena de semiaberto para aberto e declarou suspensa a punibilidade pela prescrição, já que os crimes foram cometidos há 6 anos.