Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 30 de Outubro de 2020

Policial

Polícia Civil de Bataguassu identifica vítima de latrocínio e prende autor

O autor do crime, além de matar o idoso, subtraiu seu veículo e sua carteira com documentos

Nova News

06 de Julho de 2014 - 20:38

Um homem identificado como Antero Gomes da Silva, de 62 anos, foi encontrado morto em um terreno baldio na manhã deste sábado (05) na Rua Joaquim Silvério de Lima, Jardim Campo Grande, em Bataguassu. Uma pessoa que trabalha ao lado do terreno foi quem encontrou o corpo. Ele chegava para mais um dia de serviço e, após constatar que a vitima estava em óbito, acionou a polícia.

Após iniciar as investigações, a Polícia Civil conseguiu identificar a vítima, o que, no primeiro momento não havia sido possível pela ausência de documentos pessoais no local. Os investigadores, com auxílio do Núcleo de Perícias apuraram que o homem morreu após sofrer dois golpes de faca. O autor do crime, além de matar o idoso, subtraiu seu veículo e sua carteira com documentos.

Dando continuidade às investigações, a Polícia Civil, sob a coordenação do delegado Guilherme Scucuglia Cezar, apurou que o veículo subtraído da vítima era um Fiat Uno e conseguiu chegar até o autor do crime de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Segundo o Setor de Investigação Geral (SIG), o responsável pelo delito foi identificado como um jovem de 21 anos, que cometeu o crime para pagar dívidas com drogas.

Os policiais também descobriram que, antes dos fatos, o autor havia pedido emprego em um estabelecimento comercial da vítima, que se recusou a contratá-lo. Após isso, os dois, que eram amigos e já haviam trabalhado juntos, saíram do local, quando o jovem resolveu praticar o crime que resultou na morte de Antero Gomes da Silva.

Durante as apurações, foi constatado que o veículo da vítima havia se envolvido em um acidente de trânsito na altura do quilômetro 50 da rodovia BR-267, momento em que o condutor empreendeu fuga, deixando dentro do carro os pertences do idoso. A Polícia Civil constatou também que o jovem havia confessado o crime a uma testemunha, bem como foi visto com as roupas sujas de sangue.

De posse destas informações, o delegado de polícia representou pela a prisão preventiva do suposto autor, que foi deferida e cumprida na tarde deste sábado (05), menos de 24h após o crime. O rapaz foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Bataguassu, onde permanece à disposição da Justiça.