Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 3 de Julho de 2022

Policial

Polícia faz reconstituição do crime que matou jovem de 18 anos

A reconstituição teve a duração de aproximadamente três horas e contou com a presença do jovem Caio Staut, principal suspeito pela morte da jovem.

Correio do Estado

26 de Novembro de 2015 - 17:19

Na tarde desta quarta-feira (25), por volta das 13h, a Polícia Civil de Ivinhema, realizou a reconstituição dos fatos que resultaram na morte de Marielle Vieira, de 18 anos. A reconstituição teve a duração de aproximadamente três horas e contou com a presença do jovem Caio Staut, principal suspeito pela morte da jovem.

De acordo com o site Nova News, o delegado Ricardo Cavagna contou que os trabalhos realizados na tarde desta quarta-feira (25) atingiram um alto índice de satisfação. Nas palavras dele, a reconstituição serviu para esclarecer alguns pontos que ainda não estavam preenchidos na investigação.

Conforme a reportagem, a autoridade policial disse que Caio Staut aparentava estar bastante abalado durante os trabalhos, mas ressaltou a colaboração do rapaz, uma vez que o rapaz poderia se negar a estar presente na reconstituição.

Segundo o site, a polícia informou que o jovem permanece com a versão de disparo acidental. O delegado espera receber o laudo da perícia e o laudo necroscópico na manhã desta sexta-feira (27), para assim finalizar o inquérito policial que apontará as circunstâncias da morte da jovem.

Ainda de acordo com a publicação, a morte de Marielle ainda continua sendo um mistério. Segundo Cavagna, também na sexta-feira (27), serão ouvidas duas pessoas consideradas 'chaves' para a conclusão do inquérito, porém, os nomes destas pessoas não foram divulgados.