Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 26 de Maio de 2022

Policial

Polícia Federal faz reintegração de posse de prédio ocupado por índios

A Guarda Municipal também foi acionada porque um trecho da rua Alexandre Fleming ficou fechado e era preciso organizar o trânsito de veículos na região.

Correio do Estado

02 de Dezembro de 2015 - 17:53

A Polícia Federal cercou o prédio da Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai), no bairro Nova Bandeirantes, e negociou a saída dos cerca de 50 índios que ocupavam o prédio público desde a manhã desta quarta-feira (2). O ato foi em razão de um protesto por conta de uma mudança repentina no comando da secretaria e a saída de Lindomar Terena.

Os policiais federais convenceram o grupo, que foi montado pelo Conselho do Povo Terena e Aty Guasu Guarani Kaiowá, a se retirarem do local de forma pacífica. A PF estava no local para fazer a reintegração de posse.

A Guarda Municipal também foi acionada porque um trecho da rua Alexandre Fleming ficou fechado e era preciso organizar o trânsito de veículos na região.

De acordo com o conselho das etnias, a troca de comando da secretaria estaria atendendo a um pequeno grupo indígena. O atual coordenador distrital é Hilário da Silva, que é da etnia Kadiwéu.

De acordo com dados do Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul, há quatro aldeias dos Kadiwéu no Estado e um total de 1.122 pessoas. Enquanto isso, os Terena e Guarani Kaiowá somam 43 aldeias e mais de 10 mil índios.