Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 16 de Janeiro de 2021

Policial

Polícia Militar apreende menores tentando roubar caminhonete em Naviraí

Diante dos fatos os dois adolescentes infratores que já tem uma fixa extensa na Polícia, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.

Ta Na Mídia Naviraí

26 de Dezembro de 2012 - 10:40

O governo do Estado está com inscrições abertas para o Concurso Público de Provas para Ingresso no Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar. O prazo termina na sexta-feira, 28 de dezembro, e não será prorrogado.

Na véspera do Natal a Polícia Militar de Naviraí deteve dois adolescentes infratores sendo um de 16 anos e outro de 17, que queriam roubar uma camionete na cidade e revender no Paraguai.

Por volta das 21h20m, uma viatura da Polícia Militar realizava patrulhamento pela cidade quando na rua João Rigonato entre os bairros Vila Nova e Jardim Progresso, os policiais avistaram dois adolescentes em atitude suspeita e os abordaram.

Em revistas pessoais aos mesmos, foi localizada na mochila que estava de posse do adolescente de 16 anos, uma espingarda de cano serrado calibre 20, uma faca de 28 centímetros de lamina, três toucas e bonés, objetos esses que seriam usados para praticar um roubo a uma camionete na cidade.

Diante dos fatos os dois adolescentes infratores que já tem uma fixa extensa na Polícia, foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.

Os adolescentes disseram que teriam acabado de fumar maconha, sendo que o adolescente infrator de 16 anos disse saíram na rua com a intenção de roubar uma camionete para vender no Paraguai. O ser perguntado se já teria realizado algum roubo de veiculo o mesmo disse que sim “Ah quando eu tinha 11 anos fiz uma fita ai com outros parceiros, e levamos um carro pro Paraguai” disse o adolescente.

Ao ser perguntado se ele estaria envolvido a roubos de motos ele sem pestanejar responde “Ah não me envolvo com coisa pequena não”.

Os adolescentes após prestarem depoimento e confessarem que estavam com a intenção de cometer um roubo, eles amparados na “Lei do ECA” -Estatuto da Criança e do Adolescente, foram liberados.