Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 25 de Janeiro de 2022

Policial

Polícia prende dupla de mulheres traficantes em Dourados

No local foi apreendido em poder de Renata, sete munições calibre .38, R$ 470,00 em dinheiro, uma balança de precisão e 325g de cocaína.

Midiamax

24 de Maio de 2011 - 07:51

Durante investigações sobre tráfico de drogas na cidade de Dourados, Policiais da DEFRON prenderam nesta segunda-feira (23) na Vila Piratininga, Renata dos Santos Muniz, 28 anos, e Ana Maria Garcia da Silva, 36 anos, que estavam na Rua Manoel Santiago, vendendo ‘paradinhas’ de cocaína e afins.

No local foi apreendido em poder de Renata, sete munições calibre .38, R$ 470,00 em dinheiro, uma balança de precisão e 325g de cocaína.

Na bagagem de Ana Maria, estavam 27 tabletes de maconha, que juntos totalizaram 17,630Kg.
No mesmo endereço, em Abril passado, foi preso José Nailton de Oliveira, o ‘Cabecinha’, 35 anos, amasio de Renata, com um revólver INA, oxidado, calibre 38, e treze munições, e dentro de uma falsa caixa de gordura existente na despensa, 700g de crack e mais 28g de haxixe, duas balanças de precisão e R$ 1.247,00, a maioria em cédulas de pequeno valor, que ele apurou com a venda de drogas.

Em seu interrogatório, José Nailton informou que há cinco anos ingressou no PCC, e que a arma e as drogas apreendidas lhe pertenciam, e que as comercializava em sua casa.

Momentos antes de entrarem na casa de Renata, os policiais prenderam Luiz Carlos da Silva Fernandes, 22 anos, um usuário de drogas e que havia acabado de comprar uma porção de cocaína no local por R$ 100,00.

Renata e Ana Maria foram autuadas na DEFRON, por tráfico de drogas e associação para o tráfico, e Renata também foi autuada por posse de munições de calibre permitido.

Nos últimos dias, a DEFRON prendeu, só em Dourados, dezenove pessoas envolvidas com tráfico de drogas e roubos, apreendendo armas de fogo, munições, um caminhão e motos que seriam trocados por drogas no Paraguai, além de outros veículos que são utilizados para a distribuição dos entorpecentes na região ou remetidos para outros estados.