Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Outubro de 2021

Policial

Policiais desarticulam quadrilha que traficava droga a mando de presos na capital

A investida contra os traficantes acontece deste o início da manhã desta sexta-feira.

Midiamax

04 de Março de 2011 - 10:49

Policiais civis e militares cumprem nesta manhã 12 mandatos de prisão, seis mandados de busca e apreensão domiciliar e quatro mandados de seqüestro de veículos. Os detidos seriam ligados a uma organização criminosa especializada em tráfico de drogas e chefiados por encarcerados do sistema penitenciários de Campo Grande, informou a assessoria de imprensa do Ministério Público Estadual.

De acordo com nota publicada pela assessoria, a operação, conhecida como “Segurança Máxima”, é conduzida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), braço da inteligência do MPE, Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais), Gisp (Gerência de Inteligência do Sistema Penitenciário) e a Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado). A investida contra os traficantes acontece deste o início da manhã desta sexta-feira.

A operação “Segurança Máxima” informou a assessoria, é resultado de três meses de investigações que resultaram na identificação de integrantes de organização criminosa responsável pela prática de crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e formação de quadrilha armada.

De acordo com a assessoria do MPE “a organização criminosa seria comandada por internos do sistema penitenciário, que coordenavam, do interior das unidades, a venda e distribuição de drogas em diversos bairros da Capital, bem como articulavam a compra de armas e o recrutamento de comparsas para a prática de assaltos, que tinham como vítimas pessoas dos mais variados segmentos da sociedade”.

Ao menos cem policiais estão envolvidos na operação, que neste momento empreendem de forma simultânea ações em diversos pontos de Campo Grande, bem como no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande, local onde será realizada revista em busca de drogas e aparelhos de telefone celular.

Ainda hoje (04/03), às 15h30, a Coordenação da operação realizará uma coletiva à imprensa, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, para divulgar o resultado das diligências.