Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Policial

Quadrilha que fez arrastão e levou 4 Hilux é presa tentando fugir de MS

Três homens foram presos e um adolescente apreendido em ação da Polícia Civil e PRF.

Campo Grande News

21 de Junho de 2024 - 07:15

Quadrilha que fez arrastão e levou 4 Hilux é presa tentando fugir de MS
Uma das caminhonetes recuperadas pela polícia. (Foto: Osvaldo Duarte).

Quadrilha que cometeu arrastão em Dourados, a 251 quilômetros de Campo Grande, e levou quatro caminhonetes Toyota Hilux durante a madrugada desta quinta-feira (20), foi identificada e presa em ação da PCMS (Polícia Civil de Mato Grosso do Sul) e PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Segundo nota divulgada pela PCMS, três homens responsáveis pelos furtos dos veículos foram presos e um adolescente apreendido. Eles estavam fugindo do estado. O delegado Erasmo Cubas concederá uma coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (21), onde apresentará detalhes do caso.

Os policiais já suspeitavam que os furtos tivessem sido praticados pelo mesmo grupo, de forma simultânea. As caminhonetes ficavam estacionadas no mesmo lugar todos os dias, indicativo de que os bandidos monitoravam os locais e agiram ao mesmo tempo.

Os furtos - De acordo com boletins de ocorrência registrados na Depac (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento Comunitário) de Dourados, os furtos ocorreram na área central e bairros da região norte. Entre as vítimas estão o dono de um bar e uma médica.

Plantonista na UTI neonatal de hospital particular localizado na Vila Progresso, a pediatra de 52 anos disse que estacionou sua Toyota Hilux SW4 branca na lateral da unidade por volta de 19h40. Na manhã de ontem, após terminar o plantão, procurou o veículo para ir para casa e não o encontrou.

Na Vila Planalto, a vítima foi uma mulher de 28 anos de idade. Na delegacia, ela contou que deixou a caminhonete estacionada frente à sua residência por volta das 2h e quando acordou, percebeu que o veículo tinha sido furtado. A vítima disse que sempre deixava a caminhonete na rua, pelo fato de a casa não ter garagem.

Outra Toyota Hilux, essa de cor preta, foi levada do BNH 3º Plano, perto de uma igreja católica e um restaurante bastante movimentado. O proprietário, de 59 anos, contou que por volta de 20h30 parou o veículo em cima da calçada, em frente à sua casa. Às 5h de ontem, percebeu o furto. A Hilux pertence à empresa cerealista onde o morador trabalha e não tem seguro. Assim como as demais vítimas, ele contou que a caminhonete possui alarme de fábrica, mas o dispositivo não disparou.

A quarta vítima dos ladrões foi o proprietário de um bar de rock na Avenida Weimar Gonçalves Torres. O homem de 55 anos contou que deixou sua Toyota Hillux prata estacionada ao lado do bar. Horas depois, percebeu que o veículo não estava mais no local.