Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 28 de Maio de 2022

Policial

Quatro detentos rendem policial e fogem de delegacia; 3º caso em 6 dias no Estado

Na última quarta-feira (25), o policial civil Anderson Garcia da Costa morreu depois de confusão em cela de delegacia de Pedro Gomes.

A Gazeta News

28 de Novembro de 2015 - 08:49

Quatro detentos da cadeia pública de Iguatemi, fugiram no final da tarde desta sexta-feira (27) depois de renderem um policial civil, este é o terceiro caso de confusão em delegacia em uma semana. O primeiro aconteceu no sábado passado quando cinco presos fugiram de delegacia de Itaquiraí e agrediram o investigador Ariel Marcelo Farias. Na última quarta-feira (25), o policial civil Anderson Garcia da Costa morreu depois de confusão em cela de delegacia de Pedro Gomes.

Segundo o site, entre os fugitivos estão Doglas Gonçalves Rubitalti, 19 anos, segundo o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) com passagens pela polícia por roubo e furto qualificado, Alexandro Ferreira da Silva, 30 anos, com passagens por roubo, furto qualificado e violência doméstica, Dirley de Senen Teles, 20 anos, preso por homicídio qualificado e Ezenildo Ribeiro Veiga, 28 anos, preso por tráfico de drogas.

Conforme a reportagem, armados com uma arma artesanal, uma espécies de espeto conhecido como “chucho”, geralmente feitos à base de ferro de construção ou eixo de ventilador, Doglas Rubitalti e Alexandro Ferreira da Silva renderem o investigador de plantão na Delegacia no momento que o policial entregava alimentos para os detentos. Antes de fugir os criminosos ainda teriam revistado o investigador a procura de sua arma, mas como, por medida de segurança, existia uma determinação do delegado, para não adentrar nas celas portando arma de fogo, o investigador estava desarmado.

De acordo com o site, parte dos detentos permaneceu mantendo o investigador retido na galeria de celas enquanto os criminosos fujões reviravam o cartório da Delegacia em busca de armas, porém não conseguiram já que a arma do policial rendido estava trancada dentro de um armário. Segundo a polícia, durante a fuga os marginais ainda teriam levado o sistema de armazenagem de imagens do sistema de monitoramento da delegacia, mas o equipamento foi abandonado e localizado pela polícia.

Ainda segundo informações da publicação, o investigador foi mantido como refém dos detentos que não quiseram fugir, cerca de 35 homens, até que o quarteto fugisse do prédio, depois acabou liberado. Depois de solto pelos presos, o policial que apesar das ameaças não sofreu ferimentos, acionou a Polícia Militar e as buscas pelos foragidos deram início.

A polícia solicita a quem tiver informações sobre o paradeiro dos foragidos para comunicar, mesmo que de forma anônima, a Delegacia de Polícia Civil de Iguatemi pelos telefones; (67) 3471-1073 e (67) 3471-1372.

A informação também pode ser passada à Polícia Militar de Iguatemi no telefone (67) 3471-1313, através do 190, o telefone de emergência da Polícia Militar em todo o Estado, ou na unidade policial mais próxima.

MANIFESTO POLICIAL

Nesta sexta-feira (27), os policiais civis anunciaram o ato simbólico de entrega das chaves das delegacias em protesto contra o desvio de função. Conforme a manifestação, os policiais civis estariam cumprindo função de agentes penitenciários e com isso, estão sofrendo com a insegurança.