Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 25 de Maio de 2022

Policial

Rios de MS estão fechados para pesca a partir desta quinta

O esquema especial de fiscalização conta com efetivo de 338 policiais, lotados em 25 subunidades, em 18 municípios.

PMMS

05 de Novembro de 2015 - 09:00

Começou nesta quinta-feira (5) o período da Piracema em Mato Grosso do Sul. Até o dia 28 de fevereiro de 2016 são proibidas pescas em rios que passam pelo Estado, para possibilitar reprodução de espécies de peixes das baciais do Paraná e Paraguai.

O esquema especial de fiscalização conta com efetivo de 338 policiais, lotados em 25 subunidades, em 18 municípios. Postos avançados e fixos foram montados nas principais cachoeiras e corredeiras, perfazendo um total de 10 postos.

Esses locais são pontos principais para desenvolvimento de ações policiais, visto que, quando cardumes ali chegam, precisam que a água atinja uma vazão que lhes permita continuar a subida e, consequentemente, ficam vulneráveis, tornado-se presas fáceis para pescadores.

Os postos avançados da Cachoeira do Sossego, no Rio Aquidauana, em Rochedo e do Salto do Pirapó no Rio Amambai, em Amambai, tem permanecido ativados durante todo o ano, desde 2009, para prevenir a pesca predatória. Em cada ponto, ficam três policiais acampados e com barcos e motores para executarem a fiscalização e monitoramento de cardumes.

Com o início da Piracema, profissionais artesanais podem pedir o seguro defeso. Para o pescador adquirir esse direito, ele precisa estar credenciado no Instituto Nacional do Seguro Social (NSS) e depender exclusivamente da pesca.