Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Policial

Semáforos continuam sendo alvo de ladrões de fios de cobre em Corumbá

O furto, além de causar prejuízos para o trânsito e significar um gasto extra para os cofres públicos com a reposição do material

Diario Online

26 de Abril de 2011 - 17:10

Os semáforos no cruzamento das ruas Major Gama e Cabral, na área central da cidade, amanheceram nesta terça-feira, 26 de abril, desligados. O motivo: furto dos fios que interligam os equipamentos, permitindo sincronização e melhor fluidez do tráfego. Desta vez, foram levados cerca de 160 metros do material, que tem em sua composição o cobre, metal de grande valor no mercado.

A prática, que causa transtorno ao trânsito, não é uma novidade. Somente este ano, segundo o diretor-presidente da Agetrat (Agência Municipal de Trânsito e Transporte), Gerson Moraes, foram furtados mais de 500 metros de fios em semáforos localizados em vários pontos da cidade.

"É um fio de dimensão melhorada, encapado com dupla utilização. É um fio caro que, hoje, no mercado, custa entre R$ 30 a R$ 35 o metro", calculou ao lembrar que, no mercado paralelo, esse valor cai, entretanto a prática do furto não.

Ele destacou ao Diário que esse tipo de crime é cometido por pessoas com conhecimentos específicos, pois como os fios são instalados de forma subterrânea, é preciso saber como retirá-los sem danificar o produto.

"A pessoa que faz isso detém conhecimento da parte elétrica porque tem que tirar da caixa e fazer um recorte no chão, ele vai puxando o fio para que não tenha cortes, nem prejuízo, levando em conta o que se chama de sistema de guia", explicou.

O furto, além de causar prejuízos para o trânsito e significar um gasto extra para os cofres públicos com a reposição do material, também se configura como um grande perigo para quem o pratica, pois coloca em risco a vida dos criminosos, já que a retirada dos fios é feita sem qualquer cuidado numa rede de ligação elétrica de alta voltagem.

Para dificultar a ação dos ladrões de fios, a Agetrat adotou lacrar com solda as tampas metálicas das caixas de acesso aos cabos subterrâneos. Vale salientar que é importante que empresas que atuam no ramo de ferro-velho façam denúncia de qualquer eventual oferta de fios provenientes de cabos roubados. E caso a população presencie o furto, comunique a Polícia pelo telefone 190.