Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 18 de Agosto de 2022

Policial

Sidrolandense de 71 anos perde R$ 5 mil reais em falso sequestro

Acreditando que a ameaça fosse verdade, a aposentada foi até agência bancária e fez quatro depósitos em três contas de titulares diferentes.

Correio do Estado

21 de Agosto de 2015 - 08:05

Habitual e na maior parte das vezes com idosos no alvo, o golpe do falso sequestro fez mais uma vítima. O fato registrado como estelionato ocorreu ontem (20), na cidade de Sidrolândia, onde aposentada, de 71 anos, perdeu R$ 5 mil.

Conforme informações do Boletim de Ocorrência, a idosa ficou desesperada diante de uma ligação que recebeu em que a pessoa dizia ter sequestrado sua filha e exigia a quantia de R$ 5 mil para não matá-la.

Acreditando que a ameaça fosse verdade, a aposentada foi até agência bancária e fez quatro depósitos em três contas de titulares diferentes.

Depois, localizou a filha e soube que havia caído em golpe, levando o caso para ser investigado na polícia.

ORIENTAÇÃO

Segundo a Polícia Militar, neste tipo de golpe, bandidos agem da seguinte maneira: Telefonam de vários números para o celular da pessoa a qual irá forjar o sequestro e no ato do atendimento deixam a ligação muda. Ligam tantas vezes que a pessoa acaba se estressando e desliga o celular.

Quando percebem que as ligações estão sendo direcionadas à caixa postal, entram em ação.

Telefonam para um familiar íntimo da suposta vítima e anunciam o falso sequestro, exigindo dinheiro. O bandido permite que a pessoa confira que está falando a verdade e encerra o telefonema dizendo que irá voltar a ligar. Então, quando o familiar tenta falar com a pessoa que estaria na mira de criminosos, depara-se com o celular desligado. É quando acredita no crime e atende às exigências. Pessoas idosas são alvos por serem mais vulneráveis sentimentalmente. 

A polícia sugere que filhos avisem aos pais sobre a tática e os orientem sobre o golpe. Caso receba ligações como esta, denuncie o caso à polícia.