Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Policial

Soldador é flagrado comprando bebida alcoólica para menor em Jateí

Os responsáveis pelo adolescente foram chamados e na Delegacia de Polícia o adolescente prestou depoimento

Fátima News

18 de Março de 2011 - 14:22

A polícia civil de Jatei , efetuando operação policial para coibir a comercialização de bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes, surpreendeu Antonio Neto Moreira (25 anos), soldador, comprando bebida alcoólica no Bar Raizes, situado defronte a Praça Central do município, para adolescente de 15 anos de idade.

A ação foi desenvolvida pelo Delegado de Polícia Civil Dr. Marcelo Alonso e pelo investigador João Carvalho, os quais ao chegarem no bar encontraram o adolescente com uma lata de cerveja 350ml ainda fechada, sendo perguntado a proprietária do estabelecimento sobre a venda daquela bebida, a qual de pronto indicou seu cliente Neto como o comprador. Indagado, Neto confessou que comprou a lata de cerveja e a entregou a pedido do próprio adolescente.

Foi dado voz de prisão a Neto e encaminhado a Delegacia de Polícia, juntamente com o adolescente e a bebida ilegalmente servida. Os responsáveis pelo adolescente foram chamados e na Delegacia de Polícia o adolescente prestou depoimento, confirmando ter ingerido duas latas de cerveja momentos antes, igualmente adquiridas por Neto, esclarecendo que pediu para ele comprá-las porque a proprietária do estabelecimento não vende bebida alcoólica para menor de idade.

Antonio Neto Moreira está sujeito a pena de prisão de até um ano e irá responder ao processo em liberdade, perante o Juizado Especial da Comarca de Fátima do Sul.

A Polícia Civil lembra que, além da proibição de vender/servir bebida alcoólica para menor de dezoito anos de idade, igualmente está sujeito a prisão quem servir bebidas alcoólicas a quem se acha em estado de embriaguez; a pessoa que sofre das faculdades mentais e a pessoa que sabe estar judicialmente proibida de freqüentar lugares onde se consome bebida de tal natureza, conforme previsto no artigo 63 da Lei das Contravenções Penais.