Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 25 de Maio de 2022

Policial

Traficante é condenado a 22 anos por tentar matar policiais rodoviários

A quadrilha dele ainda é acusada de roubar 36 carros na fronteira do Brasil entre 2005 e 2006 e outros 31 veículos só na Bolívia.

Campo Grande News

13 de Novembro de 2015 - 14:44

traficante Laudelino Ferreira Vieira, 43 anos, a 22 anos de prisão em regime fechado pela tentativa de assassinato de policiais rodoviários federais. Em julho de 2010, ele e um comparsa foram baleados após furar bloqueio e disparar 10 tiros contra os policiais rodoviários federais na BR-262, em Terenos, a 23 quilômetros da Capital.

O júri, presidido pelo juiz da 5ª Vara Federal, Dalton Igor Kita Conrado, condenou o traficante pelos crimes de tentativa de homicídio, tráfico de drogas e uso de documentos falsos. Além de ser baleado pela PRF, ele estava com 6 quilos de cocaína e usava documento falso em nome de Jairo dos Santos.

Durante a audiência, o MPF (Ministério Público Federal) destacou que a última morte em confronto entre bandidos e a PRF ocorreu em 2006 em Mato Grosso do Sul. Apesar de ser área de fronteira problemática e rota do tráfico de drogas, a PRF do Estado já recebeu duas vezes o prêmio da Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

Laudelino Ferreira Vieira, conhecido como Lino, tem uma extensa ficha criminal. Ele é integrante de uma quadrilha que roubou três aviões e matou o empresário Luís Fernandes de Carvalho em Corumbá. Também foi acusado pelo assassinato do policial Rudy Mendonça, 43.

A quadrilha dele ainda é acusada de roubar 36 carros na fronteira do Brasil entre 2005 e 2006 e outros 31 veículos só na Bolívia.