Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 6 de Março de 2021

Policial

Vereador de Paranhos Dinho fica preso 24 horas por crime eleitoral e só sai após pagar fiança

A legislação eleitoral proíbe o transporte de eleitores no dia do pleito, porque caracteriza uma tentativa de indução ao voto

Flávio Paes/Região News

07 de Outubro de 2014 - 16:17

O vereador de Paranhos, Aldinar Ramos  Dias (Dinho), ficou preso mais de 24 horas por prática de crime. Ele foi surpreendido domingo pela manhã levando para votar dois eleitores residentes na Vila Taquari. Como esta situação caracteriza crime eleitoral, Dinho levado para delegacia, autuado e flagrante. Só conseguiu ser liberado na segunda-feira depois de pagar os R$ 4.600,00 da fiança arbitrada pela delegada.

Conforme o boletim de ocorrência, durante as rondas de fiscalização, a Polícia Militar surpreendeu o vereador dirigindo uma Toyota Corola em que transportava dois eleitores. No depoimento que prestaram à Polícia os dois disseram que penas recebiam carona e nenhum outro tipo de benefício.

A legislação eleitoral proíbe o transporte de eleitores no dia do pleito, porque caracteriza uma tentativa de indução ao voto. Procurado pela  reportagem para se posicionar, o vereador não retornou às ligações.