Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 8 de Maio de 2021

Policial

Vídeo mostra polícia que persegue e atira em suspeito que apontou arma falsa

Suspeitos só pararam quando caíram de moto e um deles foi baleado ao apontar falsa arma para os militares.

Correio do Estado

24 de Novembro de 2016 - 14:14

José Eduardo Rodrigues Franco, 18 anos, e Raul Henrique Ribeiro da Silva, 19 anos, foram presos na última segunda-feira (21) depois de fugir de policiais do Grupo Especializado Tático Motorizado (Getam), em Dourados. Dupla foi perseguida por cerca de 30 quilômetros e ação foi filmada por um militar. Suspeitos só pararam quando caíram de moto e um deles foi baleado ao apontar falsa arma para os militares.

Conforme registro, policiais tentaram abordar José Eduardo e Raul no cruzamento das ruas José Correa de Almeida e Antônio Emílio de Figueiredo, Jardim Clímax, mas eles desobedeceram ordem de parada e fugiram em alta velocidade por ruas de diversos bairros e, inclusive, rodovias.

Dupla, que estava em uma motocicleta modelo Falcon, foi perseguida por policiais da Getam por cerca de 30 quilômetros. Durante a fuga, condutor fez diversas manobras arriscadas, como ultrapassagem indevida, freadas bruscas, trânsito em zigue-zague, na contramão e pela ciclovia, além de furar bloqueio da Polícia Rodoviária Estadual, na MS-162.

Próximo ao trevo da MS-162 com a MS-270, carona da moto apontou para os policiais o que parceria ser uma pistola. Militares reagiram e efetuaram dois disparos contra o suspeito, que jogou fora a suposta arma.

Disparos não impediram a continuidade da fuga e os dois só pararam quando condutor perdeu controle da direção e eles caíram com a moto. Militares notaram que José Eduardo havia sido baleado e equipe da Polícia Rodoviária o encaminhou para o Hospital da Vida.

Com Raul a polícia encontrou celular roubado, R$ 1,3 mil que ele não soube explicar a origem, pois está desempregado e porções de maconha. Já o simulacro estava a cerca de 600 metros do local da queda.

Eles responderão pelos crimes de receptação, desobediência, falta de habilitação para dirigir e portar drogas para consumo pessoal.