Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 22 de Outubro de 2021

Política

Estratégia nacional de segurança nas fronteiras será debatido em audiência Pública na AL

A sessão será presidida pelo deputado Cabo Almi-PT-MS, presidente da Comissão de Segurança Pública e Defesa Social.

J. Silva

06 de Julho de 2013 - 08:15

A Comissão Permanente de Segurança Pública e Defesa Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, promove na próxima segunda feira 08 de julho a partir das 8h da manhã no plenário Julio Maia, Audiência Pública, cujo tema central é a Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras. A sessão será presidida pelo deputado Cabo Almi-PT-MS, presidente da Comissão de Segurança Pública e Defesa Social e vice presidente do Fórum Legislativo de Segurança Pública para a Região Centro Oeste.

Já confirmado a presença de representantes do ministério da justiça; do General de Exército João Francisco Ferreira, comandante do Comando Militar do Oeste(CMO); Edgar Paulo Marcon, Superintendente  Regional da Polícia Federal; Wantuir Francisco Brasil Jacini, Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública; Ciro Vieira Ferreira, Superintendente da Polícia Rodoviária Federal; representantes do Senado e da Câmara Federal de Mato Grosso do Sul, além de representantes das Comissões de Segurança Públicas das Assembléias Legislativas de outros Estados brasileiros.

Vários painéis serão apresentados de forma que possam se ampliar ao máximo as discussões com projetos integrados dos governos federal e estaduais visando dar musculatura para fortalecer o combate ao tráfico ilícito de entorpecentes, tráfico internacional de armas de fogo, munições e explosivos, contrabando, pirataria e descaminho, evasão de divisas, exportação ilegal de veículos, imigração ilegal de estrangeiros pela fronteira seca do Brasil e tráfico de pessoas, crimes ambientais e desmatamento ilegal.

Para combater esses crimes, há um conjunto de políticas e projetos do governo federal, que tem por finalidade melhorar a percepção de segurança pública junto a sociedade e garantir a presença permanente das instituições policiais e de fiscalização na região de fronteira do Brasil, otimizando a prevenção e a repressão aos crimes transfronteiriços, por meio de ações integradas de diversos órgãos federias, estaduais e municipais.

Para se enfrentar esses ilícitos penais típicos das regiões de fronteiras, necessário se faz promover um bloqueio e a desarticulação das atividades de financiamentos, planejamento, distribuição e logística do crime organizado e dos crimes transnacionais, cujos efeitos atingem os grandes centros urbanos e a sociedade brasileira como um todo. Para isso o governo federal busca uniformizar entendimentos com ações aperfeiçoadas e investimento de recursos públicos nas regiões de fronteiras do Brasil com os países vizinhos.

Para o deputado Cabo Almi, esta Audiência Pública visa acima de tudo aproximar os órgãos de segurança pública federados, para de forma estruturada combater os que agem fora da lei e os que encontram brechas na própria lei para se satisfazerem com os costumeiros crimes.