Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 27 de Novembro de 2021

Política

Nelsinho Trad quer montar “bloco” de aliados para eleição de 2014

O secretário lembra que a maioria dos partidos apoiou sua candidatura nas duas eleições municipais e que o candidato escolhido pelo PMDB deve seguir este caminho.

Campo Grande News

23 de Julho de 2013 - 16:10

O ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB), que atualmente está à frente da Secretaria de Desenvolvimento Regional, destacou que o PMDB deve seguir o exemplo das suas duas últimas eleições que venceu em Campo Grande, quando formou um bloco de partidos aliados para disputar o pleito eleitoral.

Nelsinho destacou que os aliados não esperam apenas participar da chapa de campanha, indicando o vice ou candidato a suplente do senado e sim fazer parte do plano de governo do PMDB. “Este planejamento é bem maior, os aliados fazem parte da nossa campanha e de nossa administração, foi assim que conduzi estas parcerias durante oito anos em Campo Grande”, ressaltou.

O secretário lembra que a maioria dos partidos apoiou sua candidatura nas duas eleições municipais e que o candidato escolhido pelo PMDB deve seguir este caminho. “Na época até o Zeca do PT se mostrou favorável ao nosso nome, vamos buscar esta coalizão”, indicou ele.

Indicação – Trad voltou a dizer que após o recesso parlamentar, o partido deve realizar os últimos encontros regionais para decidir sobre os candidatos em 2014. “Em setembro teremos os nomes escolhidos e assim poderemos olhar para frente. O partido está ouvindo a base, prefeitos e lideranças do PMDB, vamos fazer a escolha certa”, destacou ele.

Nelsinho ponderou que o partido segue para ter uma candidatura própria, já que a maioria dos filiados optou por esta decisão. “Deve ser este o caminho, se não houver mudanças drásticas”.

O ex-prefeito e a atual vice-governadora, Simone Tebet, são os dois nomes indicados pelo partido para disputa do governo estadual. Em relação ao senado, o PMDB ainda espera uma definição do governador André Puccinelli (PMDB), caso ele não dispute a vaga, o partido estuda indicar Nelsinho e Simone para disputa dos cargos na majoritária.