Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 20 de Julho de 2024

Saúde

Campanha contra pólio só atingiu 6,19% da meta, mas vacina está disponível nos postos

Em nível estadual, 20.800 crianças foram imunizadas, representando 12,65% do público-alvo de 164.455 pessoas.

Redação/Região News

19 de Junho de 2024 - 15:42

Campanha contra pólio só atingiu 6,19% da meta, mas vacina está disponível nos postos
Vacina contra poliomielite. Foto: Divulgação.

A campanha nacional de vacinação contra poliomielite terminou sem que a meta tenha sido alcançada em Sidrolândia. Conforme os dados da Secretaria Municipal de Saúde, durante a campanha realizada entre 27 de maio e 14 de junho, foram aplicadas 185 doses, o que corresponde a 6,19% da população-alvo de 2.989 crianças entre um e quatro anos. Em nível estadual, 20.800 crianças foram imunizadas, representando 12,65% do público-alvo de 164.455 pessoas.

Mesmo com o encerramento da campanha, a vacina continuará disponível nos postos. Por faixa etária, foram vacinadas 52 crianças de um ano (7,14% de cobertura); 40 de dois anos (5,37%); 44 de três anos (5,37%); e 49 crianças na faixa de quatro anos (6,41%).

O que é a poliomielite?

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença contagiosa causada por um vírus que vive no intestino. A transmissão ocorre pelo contato direto com as fezes ou secreções eliminadas pelo corpo. A doença causa paralisia e costuma atingir os membros inferiores, resultando em sintomas como paralisia de uma das pernas, pé torto, dores nas articulações, e comprometimento dos músculos da fala e da deglutição.

O último caso de poliomielite no Brasil aconteceu em 1989, e o país recebeu a certificação de área livre de circulação do vírus em 1994. Não há mais registro da doença nas Américas, mas alguns países do Oriente Médio ainda têm casos de contaminação.