Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 15 de Agosto de 2022

Sidrolandia

Agraer lança na Expo Sidrolândia programa inédito no país em parceria com Banco do Brasil

O processo digital consiste em três etapas: pré-cadastramento, cadastramento e emissão cédula digital

Flávio Paes/Região News

04 de Setembro de 2015 - 15:45

O primeiro assentado do País a ter acesso ao Pronaf (Programa Nacional da Agricultura Familiar) digital é Evaldo Andreata, do Assentamento São Pedro, que financiou R$ 26 mil para investir na soja no custeio de 26 hectares soja que cultiva em seu lote junto com seu pai, também assentado, somando 40 hectares de lavoura. A operação foi rápida, sendo aprovada em liberada em apenas um dia. Antes ele havia feito um financiamento de R$ 50 mil para a compra de um caminhão. 

O contrato foi assinado ontem à noite durante a 17ª Exposição Agropecuária de Sidrolândia na presença do superintendente regional do Banco do Brasil, Evaldo de Souza, no stand da Agraer. No mesmo ato foi lançado o projeto piloto que promete aprovar, via internet, os projetos das famílias camponesas que buscam financiamento com juros abaixo da taxa Selic, taxa que direciona a economia brasileira. “O objetivo do projeto é desburocratizar, garantindo além da tecnologia, comodidade às pessoas e sustentabilidade, com a significativa redução de papel, através do trânsito digital de documentos”, garantiu o superintendente Estadual do Banco do Brasil, Evaldo de Souza.

Segundo o assentado a grande vantagem do novo sistema é a agilidade, porque praticamente não há burocracia. “No meu caso esperei apenas um dia para saber se teria acesso ao empréstimo. A Agraer mandou a proposta em meu nome e não demorou muito para que o banco ligasse, avisando que eu só teria que vir a cidade para assinar o contrato. Para quem mora no campo, isso é ótimo porque evita que a gente fique indo e vindo as agências bancárias”, disse.

Na opinião do presidente da Agraer, Enelvo Felini, o lançamento do plano piloto é mérito dos produtores e equipes das regionais da Agraer e do Banco do Brasil que trabalham com o Pronaf. “Hoje, Sidrolândia é tida como a cidade que possui o maior número de assentamentos no País, são 26 comunidades agrícolas que abrigam cerca de 40% da população local, ou seja, em torno de 20 mil habitantes. O interesse dos produtores aliados ao elevado número de camponeses fez com que escolhêssemos o município para sediar esse projeto piloto”.

Modernização

Agraer lança na Expo Sidrolândia programa inédito no país em parceria com Banco do BrasilO processo digital consiste em três etapas: pré-cadastramento, cadastramento e emissão cédula digital (contrato). “Na primeira fase, nós da Agraer enviaremos por e-mail os dados pessoais do produtor e o valor do projeto para que o Banco do Brasil faça a pró-análise. Não havendo nenhuma restrição, recebemos do banco o check-list, com a relação de documentos exigidos e a partir daí ajudamos o produtor a digitalizar a papelada”, explicou o coordenador municipal da Agraer de Sidrolândia, Daniel Antônio Silva.

Feito o envio do arquivo, via internet, cabe ao Banco do Brasil à avaliação final. “Faremos a verificação online e caso esteja tudo em conformidade emitimos a cédula na hora. O produtor só virá à agência bancária assinar o contrato. Com isso reduzimos o tempo de espera no atendimento e o fluxo de pessoas nas agências”, esclareceu o gerente regional do Banco do Brasil do Município, Ricardo de Santa Cruz.