Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 25 de Novembro de 2020

Sidrolandia

Capivara é encontrada em guarda-roupa de casa em aldeia urbana

O animal estava no espaço onde não há roupas, onde normalmente ficam os sete gatos que moram na residência.

Campo Grande News

08 de Novembro de 2012 - 13:09

Uma capivara de aproximadamente 50 quilos foi encontrada no início da manhã desta quinta-feira dentro do guarda-roupa de uma residência da aldeia urbana Marçal de Souza, em Campo Grande. O animal foi resgatado pela PMA (Polícia Militar Ambiental) e levado para o Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres).

Marinez Acunha da Silva conta que por volta das 7h30min entrou no quarto para pentear o cabelo, ouviu um barulho e viu que havia um bicho na parte debaixo do armário. “Não vi que era capivara. Vi que era um bicho e saí correndo, com medo”, diz.

Ela chamou o cunhado e a cunhada que estavam na casa, eles viram que no guarda-roupa estava uma capivara e acionaram a PMA. O animal estava no espaço onde não há roupas, onde normalmente ficam os sete gatos que moram na residência.

O imóvel é da sobrinha de Marinez, a auxiliar de serviços gerais, Erika Acunha Chimenez, 20 anos. “Minha tia me ligou falando que tinha uma capivara. Meu Deus, uma capivara”, disse, surpreendida com a notícia.

Erika acredita que o animal entrou na casa logo após ela ter saído para trabalhar, por volta das 7 horas. “Saí e esqueci o portão aberto. Acho que ela entrou nessa hora”, declarou. A capivara deixou as roupas que estavam no armário sujas e bagunçadas.

De acordo com o sargento da PMA, Carlos Marcelo Alexandre da Silva, a capivara não tinha machucados, tem aproximadamente 50 quilos e estava agressiva. Sobre o local onde foi encontrada, o policial afirma. “Realmente é muito inusitado. Eu nunca vi nada assim, ainda mais aqui que é uma área povoada”.

Para o policial, o animal deve ‘morar’ no Parque das Nações Indígenas ou nas proximidades da Lagoa Itatiaia, locais próximos da residência.