Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 19 de Maio de 2022

Sidrolandia

Cidades serão vigiadas por câmeras para reforçar segurança em MS

As imagens serão vigiadas por policiais militares em bases que estão sendo montadas nos respectivos municípios. Não foi divulgado o número de câmeras que fazem parte do sistema.

Correio do Estado

02 de Dezembro de 2015 - 10:37

Sistema de monitoramento em nove cidades de Mato Grosso do Sul, nas regiões de fronteira com Bolívia e Paraguai, deverão entrar em funcionamento para reforçar a segurança antes do Natal. O anúncio foi feito no segundo lançamento do plano de segurança de fim de ano para o comércios de Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (2), na Praça Rádio Clube, que fica na Avenida Afonso Pena.

Conforme informações do secretário de justiça e segurança pública, Sílvio Maluf, o projeto deve ser acionado até o próximo dia 21. “Antes do Natal deve estar funcionando. Estamos em fase de instalação. O objetivo é combater crimes como o tráfico de drogas, contrabandos e descaminhos. Também reforçar ações policiais nestas áreas”, pontuou.

O projeto não faz parte do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), do Ministério da Defesa (MD), ele foi adquirido pelo Governo Estadual e deve custar R$ 2,4 milhões aos cofres públicos.

Câmeras serão instaladas em áreas urbanas e rodovias estaduais, segundo a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em Amambai, Ponta Porã, Mundo Novo, Iguatemi, Dourados, Naviraí, Eldorado, Caarapó e Corumbá.

As imagens serão vigiadas por policiais militares em bases que estão sendo montadas nos respectivos municípios. Não foi divulgado o número de câmeras que fazem parte do sistema.

PLANO

A operação "Fim de ano de Feliz" para reforçar a segurança em comércios da Capital já havia sido anunciada no dia 25 do mês passado, na Associação Comercial e Industrial (ACICG). Foi lançada novamente na manhã de hoje, com presença de autoridades como o governado do Estado, Reinaldo Azambuja, e o secretário de segurança, Silvio Maluf.

Cerca de 1,2 mil policiais militares e 400 guardas municipais irão atuar na repressão de crimes no Centro, compreendendo as ruas 26 de agosto, Rui Barbosa, Calógeras e Avenida Mato Grosso. Também no quadrilátero entre as avenidas Salgado Filho, Mascarenhas, Eduardo Elias Zahran, Coronel Antonino e Ceará.

O reforço policial, que conta com militares deslocados também do interior do Estado, termina no dia 8 de janeiro.

Ainda na solenidade, o governador anunciou a promoção de 488 soldados para cabo e que no próximo ano 600 policiais militares da reserva deverão ser convocados para integrar o efetivo das cinco cidades mais populosas do Estado (Capital, Dourados, Três Lagoas, Corumbá e Ponta Porã).