Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 24 de Maio de 2022

Sidrolandia

Com duas chapas, futuro diretor do Catarina terá votação de vereador

Estão habilitados para participar do processo 1.126 eleitores, envolvendo 450 estudantes.

Flávio Paes/Região News

26 de Novembro de 2015 - 11:00

Única das quatro escolas estaduais de Sidrolândia com disputa para a escolha no próximo dia 02 de dezembro do futuro diretor, a eleição na Escola Catarina de Abreu, no Bairro São Bento, vai mobilizar um colégio eleitoral suficiente para eleger um vereador. É que das seis vagas disponíveis, só cinco candidatos conseguiram tirar nota mínima de 6 na prova de certificação. 

 No Catarina de Abreu estão habilitados para participar do pleito 126 eleitores, envolvendo 450 estudantes (podem votar quem faz a partir do 8º ano do Ensino Fundamental); 70 funcionários e 600 pais ou responsáveis por alunos. Quem vencer vai administrar a escolar por um mandato de três anos.

As chapas terão até a noite da próxima terça-feira para fazer campanha com o duplo desafio, de convencer os eleitores de que a sua é a melhor proposta e motivá-los a comparecer às urnas, já que o voto não é obrigatório. O atual diretor, Antonio Luiz Paiva, que obteve 73,37% na prova, encabeça uma das chapas que tem o ex-chefe do Departamento de Planejamento, professor Marcio Marquetti (nota 67,96%) como adjunto.

A outra chapa é liderada por Anderson Rodrigues dos Santos (nota 64,60 na certificação) e o adjunto é Nelson Ricardo (aprovado com 62,12). Na Escola Sidrônio Antunes de Andrade, será chapa única encabeçada pela professora Marcia Bordigion, a única do corpo docente habilitada porque obteve nota 76,13.

O atual diretor, Vili Marcos, ficou de fora por menos de 0,2 décimo (teve nota 58,79). Está sendo feita uma consulta à Secretaria de Educação, porque a chapa sai incompleta, sem o candidato a adjunto. Na Escola Vespasiano Martins, distrito de Quebra Coco e na Escola Paulo Firmo, no Assentamento Eldorado, não haverá eleição porque nenhum professor conseguiu nota mínima na prova de certificação. 

A Secretaria de Educação vai nomear diretores interinos, para cumprir mandato de seis meses, quando deve ser convocada uma nova eleição.