Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Contrabando gera rombo de R$ 42 milhões nos cofres de MS

O valor representa 9,6% do que foi apreendido no Brasil de janeiro a junho, cerca de R$ 738 milhões, segundo cálculo do órgão.

Correio do Estado

12 de Agosto de 2013 - 07:09

Mesmo com as polícias Federal, Rodoviária Federal, DOF (Departamento Operacional de Fronteira) e Receita Federal do Brasil apertando o cerco, através da Operação Fronteira Integrada – que tem como objetivo maior controle da fronteira de Mato Grosso do Sul, Rio Paraná, e região de Guaíra - contrabandistas têm insistido no crime no Estado.

Na contramão do cenário nacional, MS registrou, nos primeiros seis meses deste ano, crescimento de 10% nas apreensões de mercadorias e veículos, enquanto no País, houve redução de 3,5%.

De acordo com a delegacia da Receita Federal em Campo Grande, no primeiro semestre de 2013, foram apreendidos cerca de R$ 70,9 milhões em mercadorias ilegais em Mato Grosso do Sul. No mesmo período do ano passado, o montante foi de R$ 64,5 milhões.

O valor representa 9,6% do que foi apreendido no Brasil de janeiro a junho, cerca de R$ 738 milhões, segundo cálculo do órgão. O montante gera perdas para os cofres públicos, já que, se estivessem entrando de forma legal no País, esses produtos recolheriam o tributo de importação, que tem alíquota de 60% sobre o valor da mercadoria.

Isso significa que, somente com o que já foi apreendido em Mato Grosso do Sul, no primeiro semestre deste ano, o governo deixou de arrecadar cerca de R$ 42,5 milhões em impostos, por causa do contrabando.