Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 29 de Novembro de 2020

Sidrolandia

Ex-diretores e funcionários do HC de MS são denunciados por improbidade

A ação corre em segredo. Segundo informações disponíveis no sistema da Justiça Federal, o valor da causa foi fixado em R$ 102.762.740,58.

G1 MS

16 de Julho de 2014 - 16:09

O Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul denunciaram à Justiça Federal por improbidade administrativa ex-diretores e ex-funcionários do Hospital do Câncer (HC) de Campo Grande. Todos são suspeitos de irregularidades na gestão de verbas do SUS. O processo foi distribuído no dia 7 de julho.

A ação corre em segredo. Segundo informações disponíveis no sistema da Justiça Federal, o valor da causa foi fixado em R$ 102.762.740,58.

Investigação

Os problemas vieram à tona durante as primeiras apurações da Polícia Federal, do Ministério Público e da Controladoria-Geral da União (CGU) na operação Sangue Frio. Em 2009, uma auditoria do Ministério da Saúde encontrou outras situações ilegais na instituição, como o pagamento para tratar pacientes que já haviam morrido.

A suspeita é que o HC tenha monopolizado o tratamento da doença em Campo Grande para beneficiar pessoas e empresas com o desvio de dinheiro público.