Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 24 de Outubro de 2021

Sidrolandia

Mutirão carcerário beneficia 1.848 presos em todo Estado

De acordo com o levantamento apresentado, 10.461 processos foram analisados, sendo concedidos 1.585 benefícios a presos condenados e 213 benefícios a presos provisórios.

Midiamax

01 de Agosto de 2013 - 16:46

O mutirão carcerário que será encerrado oficialmente nesta sexta-feira beneficiou 1.848 presos em todo Estado. De acordo com o levantamento apresentado, 10.461 processos foram analisados, sendo concedidos 1.585 benefícios a presos condenados e 213 benefícios a presos provisórios.

Dentre os benefícios concedidos aos presos condenados estão: 30 extinções de pena com soltura, 490 remições de pena, 92 progressões para o regime aberto, 426 para regime semiaberto e 185 livramento condicional. No que se refere aos presos provisórios, os juízes concederam 196 liberdades. Em 5.752 Guias de Recolhimento, 5.200 encontravam-se com pena em cumprimento regular, sendo indeferidos 237 benefícios e determinadas 192 regressões de regime. Quanto aos presos provisórios, foram mantidas 2.212 prisões.

O juiz Albino Coimbra Neto e os juízes Thiago Nagasawa Tanaka, Plácido de Souza Neto, Eguiliel Ricardo da Silva, Mário José Esbalqueiro Júnior, Alexandre Miura Iura e Fernando Chemin Cury concentraram esforços para a realização do mutirão que durou um mês, de 3 de junho a 3 de julho. Hoje, às 14h, no Tribunal de Justiça, será apresentado o balanço final, com os detalhes da operação e lançando propostas de melhorias que serão sugeridas a partir dos problemas detectados durante o mutirão.

Não foram analisados os processos de apenados foragidos, em livramento condicional, em prisão domiciliar, com medidas de segurança consistente em tratamento ambulatorial e penas não privativas de liberdade. O mutirão envolveu varas criminais das 54 comarcas sul-mato-grossenses.