Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 20 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Novo advogado receberá cartilha da OAB/MS com orientações

Para o membro da Comissão e coordenador da Cartilha, Luiz Felipe Salgado da Rocha, o manual vai auxiliar o novo advogado a conhecer melhor a profissão.

OAB/MS

06 de Fevereiro de 2014 - 14:34

Em Mato Grosso do Sul, os jovens advogados, com menos de cinco anos de atividade, representam quase a metade da classe. Do total de 11 mil no Estado, os novos profissionais somam cerca de 5 mil. Para levar informação e orientação sobre o exercício da advocacia, prerrogativas, honorários, entre outros temas, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS) lançou, nessa quarta-feira (5), o Manual do Jovem Advogado.

“Será um importante instrumento para o profissional que quer crescer e se consolidar. Nessa fase, muitas dúvidas surgem, pois o jovem deixa a teoria da universidade e parte para a realidade da profissão. São poucos os que tiveram a oportunidade de vivenciar a prática, com estágios em escritórios. Queremos contribuir na experiência desse profissional e ampará-lo nesse momento tão importante”, disse o presidente da OAB/MS, Júlio Cesar Souza Rodrigues.

O manual será entregue a partir março, de forma gratuita, no ato de entrega da carteira profissional. A produção do material conta com a parceria do Programa Nacional de Modernização da Advocacia (Promad). “São informações e orientações quanto às prerrogativas, honorários, atendimento e relacionamento com o cliente. O advogado precisa saber de todos os seus direitos e obrigações, e a cartilha vai, justamente, servir como um manual aos novos operadores do Direito”, afirmou o presidente da Comissão do Novo Advogado da OAB/MS, Eduardo Pereira Brandão. O documento traz informações sobre a responsabilidade civil e criminal do advogado, a atuação em audiência, tributação e dicas para gestão do escritório.

Para o membro da Comissão e coordenador da Cartilha, Luiz Felipe Salgado da Rocha, o manual vai auxiliar o novo advogado a conhecer melhor a profissão. “As informações também vão colaborar na integração do novo profissional junto a instituição, para fortalecer a Ordem”, disse Luiz Felipe.