Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 30 de Outubro de 2020

Sidrolandia

Novos prefeitos de cidades sul-mato-grossenses iniciam os mandatos com cortes de gastos

De julho a novembro, as prefeituras do Estado receberam R$ 31 milhões a menos de FPM na comparação com os mesmos meses do ano passado.

Correio do Estado

04 de Dezembro de 2012 - 08:23

Com problemas de caixa nos cofres municipais, sobretudo em razão de recuos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), os novos prefeitos de cidades sul-mato-grossenses iniciam os mandatos com cortes de gastos e tentativas de melhoria da arrecadação, através da implantação de programas de refinanciamentos (Refis).

De julho a novembro, as prefeituras do Estado receberam R$ 31 milhões a menos de FPM na comparação com os mesmos meses do ano passado. Apenas em novembro, a queda foi de R$ 14,61 milhões em relação ao valor recebido em igual período de 2011.

O FPM, importante fonte de receita dos municípios, é alimentado, entre outros recursos, por parte da arrecadação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A redução desse tributo incidente em alguns setores (como veículos, eletrodomésticos da linha branca e materiais de construção) impactou negativamente o caixa das prefeituras.