Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 10 de Agosto de 2022

Sidrolandia

Pedágio deve elevar custo do frete em até 8% no Estado

Cavol justifica que o desembolso adicional com pedágio acarreta também a elevação da carga tributária incidente sobre o serviço de transporte

Correio do Estado

10 de Setembro de 2015 - 09:05

A cobrança de pedágio em nove postos construídos na Rodovia BR-163 deve pressionar a alta do frete em Mato Grosso do Sul. Pela estimativa do presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística de MS (Setlog-MS), Cláudio Cavol, o valor deve majorar em até 8%. 

Cavol justifica que o desembolso adicional com pedágio acarreta também a elevação da carga tributária incidente sobre o serviço de transporte. Os pedágios começam a ser cobrados a partir de segunda-feira (14) no Estado. 

“Não tem como segurarmos. Vamos ter de repassar, de imediato, para o valor do frete”, afirmou Cláudio Cavol, referindo-se ao custo do pedágio. Segundo o presidente do Setlog-MS, o desembolso adicional, que encarece a tributação do serviço de transporte (o recolhimento é calculado sobre o valor bruto), deve elevar o frete entre 6% e 8% no Estado.