Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 8 de Maio de 2021

Sidrolandia

Raios atingem área banhada do rio Formoso e incêndio já dura três dias

Três fazendas que fazem divisa com o rio, foram atingidas pelo fogo, sendo a Belo Horizonte, Barreiro Grande e fazenda Lombas.

Campo Grande News

13 de Fevereiro de 2017 - 10:50

Pelo menos dois raios atingiram uma área banhada do rio Formoso em Bonito, causando incêndio que atinge mais de 200 hectares de área protegida. O fogo começou na quinta-feira (9) e ainda há chamas no local, nesta manhã (13).

Conforme informações do secretário municipal de Meio Ambiente, Alexandre Ferro, após chuva no fim do dia da quinta-feira, dois raios atingiram a região que é alagada e as chamas começaram. "Achamos que não iria tomar grandes proporções, já que a área é alagada, porém, o capim que estava seco ajudou o fogo a se alastrar", explica.

Três fazendas que fazem divisa com o rio, foram atingidas pelo fogo, sendo a Belo Horizonte, Barreiro Grande e fazenda Lombas. "Não tem como entrar nessa área para controlar o fogo, o solo não é firme e nem veículo entra. O que fizemos para que as chamas não atingessem o outro lado do rio, foi controlar em torno, monitorando. Muitas pessoas, entre policiais, donos das fazendas e moradores, ajudaram a controlar o incêndio", alega.

No sábado, as chamas atingiram toda a lateral do rio. "No domingo estava mais controlado e ainda tem fumaça saindo, mas estamos com um caminhão pipa no local monitorando. É um grande prejuízo para a natureza, mas infelizmente não tínhamos como prever que isso aconteceria. Resgatamos vários animais silvestres e algumas áreas de capim verde, não queimaram", finaliza o secretário.

Conforme a prefeitura de Bonito, o trabalho de combate ao incêndio conta com ajuda de 40 homens em trabalho conjunto entre a Guarda Municipal, o grupamento do Corpo de Bombeiros de Jardim e a Polícia Militar Ambiental, além de voluntários.

O incêndio, que consumiu a base seca do capim da área alagada, ocorre em uma área de difícil acesso, o que impede a utilização do caminhão do Corpo de Bombeiros e do caminhão pipa da prefeitura. O prefeito Odilson Soares (PSDB) sobrevoou a área atingida na tarde de ontem (12).