Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Sidrolandia

Trabalhadores dos Correios entram em greve em cinco cidades do Estado

A greve tem a participação de trabalhadores dos setores estratégico, operacional e comercial. São 1,6 mil funcionários em todo estado.

G1 MS

18 de Setembro de 2013 - 13:29

Trabalhadores dos Correios de Mato Grosso do Sul decidiram paralisar os trabalhos e aderir a greve nacional da categoria por tempo indeterminado a partir desta quarta-feira, nas cidades de Campo Grande, Dourados, Corumbá, Itaquiraí e Camapuã.

Segundo informações do secretário geral do Sintect/MS (Sindicato dos Trabalhadores nos Correios e Telégrafos), Alexandre Takashi, o protesto tem adesão de cerca de 80% dos trabalhadores. Na capital de MS, conforme ele, pelo menos 120 carteiros cruzaram os braços, mas ainda não é possível mensurar o total da adesão.

A greve tem a participação de trabalhadores dos setores estratégico, operacional e comercial. São 1,6 mil funcionários em todo estado. Em Campo Grande, a manifestação se concentra em frente ao Centro de Tratamento de Encomendas e Cargas.

No local, eles protestam com faixas e cartazes. Conforme o Sintect, com a greve, todos os prazos para entregas de correspondências simples, especiais e até mesmo urgentes ficam prejudicados.

Takashi explicou que a principal reivindicação é o reajuste de 7,13% de acordo com a inflação, além do aumento real de 15% e a incorporação de R$ 200 aos salários. Os carteiros também pedem ajustamento da carga horária, com entregas somente no período da manhã.

A paralisação dos trabalhadores segue por tempo indeterminado e, de acordo com o presidente do Sintect, mais trabalhadores e outras cidades podem engrossar a greve até o fim do dia.