Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 1 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Vacina Tetra Viral chega às Unidades de Saúde de Três Lagoas

A nova vacina, já disponível em todas as Unidades de Saúde dos bairros, previne a criança contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora.

Assessoria

24 de Setembro de 2013 - 13:10

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas informa à população que recebeu do Ministério da Saúde a nova vacina Tetra Viral, que deverá ser aplicada às crianças quando completam 15 meses de vida e que tenham recebido a primeira dose da antiga Tríplice Viral, no calendário básico e de rotina de todas as crianças.

A nova vacina, já disponível em todas as Unidades de Saúde dos bairros, previne a criança contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora. Antiga vacina Tríplice Viral não imunizava a criança contra a varicela, popularmente conhecida como catapora.

Com a inclusão da nova vacina no calendário básico de imunização das crianças, o Ministério da Saúde estima uma redução de 80% das hospitalizações por varicela (catapora), comentou a secretária de Saúde de Três Lagoas, Eliane Brilhante.

Ela explicou que, com apenas uma injeção, esta nova vacina protege nossas crianças contra quatro tipos de doenças, ou seja, contra o sarampo, caxumba, rubéola e a catapora.

“Vale destacar que esta nova vacina só deverá ser aplicada nas nossas crianças, quando completam os 15 meses de idade e que tenham recebido a primeira dose da tríplice viral” ressaltou Eliane Brilhante.

Segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, quase 11 mil crianças são anualmente internadas, em decorrência de complicações de saúde, causadas pela catapora. Desse total, 160 crianças ainda morrem por ano, por causa da catapora.

EFICÁCIA DA NOVA VACINA

A eficácia da Tetra Viral, segundo garante o Ministério da Saúde, chega a 97% e raramente causa reações alérgicas.

Com isso, com a inclusão da nova vacina ao Programa e Calendário Nacional de Imunização, a ser aplicada às nossas crianças, quando completam 15 meses de vida, as internações por catapora deverão ser reduzidas em mais de 80% em todo o Brasil.

“As mães de nossas crianças podem ficar tranquilas, porque toda a nossa equipe de servidores da Saúde foi preparada com antecedência para a chegada da nova vacina”, informou Eliane Brilhante.