Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 28 de Novembro de 2020

Sidrolandia

Verão inicia com calor recorde e muita chuva prevista para Mato Grosso do Sul

De acordo com a técnica Marina Tanaka, do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), á precipitação do Estado irá variar de 140 a 300 milímetros este mês.

Midiamax

21 de Dezembro de 2012 - 08:50

Calor recorde e muita chuva. É o que está previsto para Mato Grosso Sul neste mês de dezembro e nos próximos dois meses de 2013. De acordo com a técnica Marina Tanaka, do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), á precipitação do Estado irá variar de 140 a 300 milímetros este mês.

”A chuva e o calor são característicos da estação que se inicia na manhã de hoje. Em janeiro, por exemplo, são esperados de 180 a 260 mm de chuva e em fevereiro de 100 a 220 mm. Como esperado, a precipitação prevista para os três meses é de muita chuva e altas temperaturas”, fala a meteorologista.

A expressão verão vem do latim vulgar veranum, isto é, veranuns tempus, sendo caracterizada por dias mais longos que as noites. Ocorrem mudanças rápidas nas condições diárias do tempo, levando à ocorrência de chuvas de curta duração e forte intensidade, principalmente no período da tarde.

Considerando o aumento da temperatura do ar sobre o continente, estas chuvas são acompanhadas por trovoadas e rajadas de vento em Mato Grosso do Sul.

As chuvas de verão podem estar associadas à passagem de sistemas frontais e à formação do sistema meteorológico conhecido por Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), cuja principal característica é a ocorrência de chuvas por vários dias, resultando em enchentes e deslizamentos de terra.

Dependendo da qualidade do período chuvoso, esta estação pode ser caracterizada pela ocorrência de “veranicos” (períodos de estiagem com duração de 7 a 15 dias). Em Mato Grosso do Sul as chuvas variam de 109 mm a 300,9 mm, dados históricos.