Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 8 de Dezembro de 2021

Sidrolandia

Vereadores prestam homenagem ao ex-prefeito de Dourado Ari Artuzi

Depois de apresentar às condolências a família, David lembrou que na véspera da sua morte o ex-prefeito foi inocentado pela Justiça das acusações.

Flávio Paes/Região News

26 de Agosto de 2013 - 14:33

Foto: Marcos Tomé/Região News

Vereadores prestam homenagem ao ex-prefeito  de Dourado Ari Artuzi

Os vereadores David Olindo, Rosangela Rodrigues dos Santos e Marcos Roberto lembraram na sessão desta segunda-feira da trajetória política do ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi, que morreu sexta-feira vítima de câncer no estômago. Depois de apresentar às condolências a família, David lembrou que na véspera da sua morte o ex-prefeito foi inocentado pela Justiça das acusações que acabaram o levando a prisão e a renunciar do cargo em 2010.

“Homem de origem humilde, Artuzi pode ter sido vítima de uma trama da elite política estadual inconformada com sua chegada meteórica ao poder”, comentou Olindo. Marcos Roberto, que morou Dourados e teve oportunidade de conhecer Artuzi, não tem dúvida: a elite política matou o ex-prefeito que morreu praticamente na miséria, dependendo do atendimento pelo SUS, com dificuldades financeiras até para comprar alimentação.

Vereadores prestam homenagem ao ex-prefeito  de Dourado Ari Artuzi “Assim como o Collor, que foi uma invenção da Rede Globo, Artuzi não estava preparado para lidar com a classe política. Não tinha noções básicas de administração, não sabia o que era uma licitação. O Lula precisou ser candidato três vezes para se eleger presidente e conseguir governar com sucesso”, lembrou David Olindo.

O pedetista Waldemar Acosta, que desfrutou de certa aproximação com Artuzi em razão dos encontros promovidos pelo partido, diz que o ex-prefeito era simples e preocupado com a classe menos favorecida. “Criaram um monstro que acredito nunca ter existido”, argumenta.