Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 22 de Fevereiro de 2024

Wilson Aquino

Comércio de Campo Grande deve contratar 6 mil comerciários para as vendas de Natal

A diretoria do sindicato considerou também os fatores positivos da economia nacional que têm ganhado destaque internacional inclusive.

Wilson Aquino

07 de Novembro de 2022 - 13:47

 Comércio de Campo Grande deve contratar  6 mil comerciários para as vendas de Natal
Foto: Colunista Wilson Aquino

O comércio de Campo Grande deverá contratar pelo menos 6 mil novos empregados temporários para ajudar na movimentação do setor nesta reta final do ano. A estimativa é do Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande – SECCG, que já observa um aquecimento bastante positivo no mercado, com o aumento das vendas e contratação de empregados.

“O pagamento do funcionalismo público em dia e a antecipação do 13º salário, tanto por órgãos públicos como pela iniciativa privada, vão contribuir para o fortalecimento desse nosso setor da economia, que certamente precisará de reforço de pessoal. Por isso estimamos em 6 mil novas contratações até dezembro", afirma Carlos Sérgio dos Santos, presidente do SECCG.

A diretoria do sindicato considerou também os fatores positivos da economia nacional que têm ganhado destaque internacional inclusive. “Felizmente a economia de Mato Grosso do Sul vai muito bem, com destaque nacional e o país também está muito melhor que outros mercados internacionais”, ressaltou Carlos Sérgio, como justificativa de seu otimismo em relação à contratação de trabalhadores temporários para o comércio de Campo Grande que conta com um contingente em torno de 40 mil profissionais.

Os profissionais qualificados são os mais requisitados, informa o presidente. O SECCG observou inclusive que há uma carência desses profissionais com experiência no mercado, antes mesmo da chegada da reta final do ano.

Carlos Sérgio disse que os trabalhadores também estão otimistas com essa reta final do ano, pois grande parte deles recebe comissões pelas vendas. Daí também a torcida para que tudo fique bem e o ano de 2022 feche de maneira positiva para que o país possa enfrentar 2023 com mais segurança e otimismo.

Carlos Sérgio informou ainda que muitos desses trabalhadores temporários acabam sendo efetivados no quadro permanente das empresas, quer pela necessidade de um contingente maior de empregados ou pelo desempenho extraordinário de muitos desses profissionais, que são realmente dedicados e competentes.