Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 21 de Janeiro de 2021

Brasil

Ford anuncia o fim de suas fábricas no Brasil

O comunicado foi realizado nesta segunda-feira (11), o país continuou sendo apenas a sede da marca na América do Sul.

Correio do Estado

11 de Janeiro de 2021 - 17:10

Ford fecha as portas no Brasil. Foto: Divulgação

A montadora Ford anunciou nesta segunda-feira (11) o fechamento de três fábricas no Brasil, deixando de produzir veículos no país. Conforme o anúncio, serão fechadas como fábricas de Camaçari, na Bahia, Taubaté em São Paulo e a fábrica da Troller, em Horizonte, no Ceará.

Segundo o comunicado, o encerramento das produções no Brasil faz parte de um processo de determinação da empresa, mas que está, não deixará de fornecer produtos para seus consumidores brasileiros.

A Ford explica que a pandemia foi parte importante dessa tomada de decisão, "a pandemia de Covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, acabando em anos de perdas significativas", pontuou. A sede administrativa da América do Sul, continuará sendo mantida no Brasil, o Centro de Desenvolvimento de Produto e o Campo de Provas.

O presidente e CEO da Ford, Jim Farley, explica a importância das mudanças que a montadora decidiu realizar, e como a marca continuando fazendo parte da vida dos brasileiros.

"A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas ações são muito difíceis, mas necessária, para a criação de um negócio saudável e sustentável. Estamos mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global. Vamos também acelerar a disponibilidade dos benefícios trazidos pela conectividade, eletrificação e tecnologias autônomas suprindo, de forma eficaz, a necessidade de veículos ambientalmente mais eficientes e seguros no futuro ", ressaltou.

O presidente da Ford América do Sul e Grupo de Mercados Internacionais, Lyle Watters, ressalta a preocupação que a marca tem em facilitar o processo de aquisição de seus consumidores no país, mesmo com o encerramento das fabricações.

“Trabalharemos intensamente com os sindicatos, nossos funcionários e outros parceiros para desenvolver medidas que ajudem a enfrentar o impacto desse anúncio. Quero enfatizar que estamos comprometidos com a região para o longo prazo e continuarmos a oferecer aos nossos clientes ampla assistência e cobertura de vendas, serviços e garantia. Isso se tornará evidente ao trazermos para o mercado uma linha empolgante e robusta de SUVs, picapes e veículos comerciais conectados e eletrificados, de dentro e fora da região ".

Camaçari e Taubaté, manterão apenas a fabricação de peças por alguns meses para garantir a disponibilidade dos estoques de pós-venda. A fábrica da Troller em Horizonte continuará operando até o quarto trimestre de 2021. Em decorrência do anúncio, a Ford prevê um impacto de aproximadamente US $ 4,1 bilhões em despesas não recorrentes, incluindo cerca de US $ 2,5 bilhões em 2020 e US $ 1,6 bilhão em 2021.