Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Domingo, 17 de Outubro de 2021

Brasil

Veja vídeos do redemoinho de fogo em fazenda de Corumbá

Novas imagens mostram a proporção do fenômeno que atinge fazendas em Corumbá.

Campo Grande News

26 de Setembro de 2021 - 19:36

Veja vídeos do redemoinho de fogo em fazenda de Corumbá

O Pantanal segue castigado pelo fogo, a poucos dias de se encerrar o período de seca, que geralmente termina em setembro. Uma série de imagens enviadas por bombeiros e brigadistas, que atuam diretamente no combate às chamas, mostram as dificuldades em evitar que o bioma fique tão prejudicado quanto esteve em 2020, ano recorde dos focos.

Neste ano, segundo dados do CBMMS (Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul), houve uma redução de 38,8% nos focos de calor. Entretanto, foi registrado um aumento de 26% no atendimento de ocorrências por parte dos militares.

Segundo informativo feito pelo órgão, isso ocorre por conta de "um planejamento na gestão institucional, que readequou escalas do efetivo, com inclusão de mais bombeiros militares, abertura de novas unidades operacionais e o recebimento de mais recursos operacionais para a Temporada de Incêndios Florestais de 2021".

Mais cedo, o Campo Grande News havia noticiado redemoinho de fogo atingiu pasto de uma fazenda em Corumbá, município a 419 quilômetros de Campo Grande.

O fenômeno foi registrado por vários ângulos, em momentos diferentes. Novas imagens encaminhadas agora pelo IHP (Instituto Homem Pantaneiro) mostram espiral alta de fogo, gerando uma enorme fumaça densa em cima.

Vai queimar nós", diz uma pessoa no registro. "Não é de Deus isso não", completa outro.

Esse fenômeno ocorre por conta das altas temperaturas que o solo registra, e, junto a fortes ventanias, criam essas chamas. Um dos brigadistas até ressalta, no vídeo, que o redemoinho faz com que áreas de fogo já combatidas, voltem a apresentar focos. "Não dá para acreditar, o redemoinho levando o fogo embora, levou aceiro", diz.

Passadas muitas horas, os combatentes conseguiram realizar as ações e conter o fogo, e a área segue sob monitoramento até amanhã, quando nova avaliação deverá ser feita sobre a situação.

As aeronaves e helicóptero não sobrevoaram a região neste domingo, já que estão em manutenção. A previsão é que possam ser retomados em breve, para acessar lugares onde é impossível chegar a pé ou via embarcações. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS