Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sexta, 28 de Janeiro de 2022

Economia

Agronegócio espera estabilização dos preços no segundo semestre

Segundo Ramalho, são esperados 145 mil visitantes e negócios acima de R$ 1 bilhão. No ano passado, foram negociados R$ 1,15 bilhão.

TV Morena

29 de Abril de 2011 - 16:32

Os preços das commodities agrícolas deverão se estabilizar no segundo semestre, depois de um período de valorização no mercado internacional. A previsão é do presidente da Sociedade Rural Brasileira e da edição deste ano da Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow 2011), Cesário Ramalho.

A feira de produtos de alta tecnologia do setor agrícola vai ser aberta na segunda-feira (2), em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, e vai reunir, até o dia 6 de maio, 765 expositores de 45 países.

Segundo Ramalho, são esperados 145 mil visitantes e negócios acima de R$ 1 bilhão. No ano passado, foram negociados R$ 1,15 bilhão.

Para o dirigente, o país vem se saindo bem no cenário mundial, apesar de algumas desvantagens em relação aos concorrentes externos que recebem subsídios e não enfrentam os problemas dos produtores brasileiros como, por exemplo, infraestrutura deficiente para escoamento da safra. Ramalho reconhece que a rentabilidade do agronegócio tem sido boa nos últimos meses, mas que, por enquanto, os bons negócios têm compensado apenas as perdas acumuladas no passado.

Para este ano, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê uma nova safra recorde, de 157,4 milhões de toneladas, alta de 5,5% sobre a safra 2009/2010. Dados do Ministério da Agricultura indicam que o faturamento das 20 maiores lavouras do país deve alcançar R$ 193,2 bilhões, quantia 7,3% superior à registrada no ano passado. O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, participará da abertura da feira.