Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quinta, 20 de Junho de 2024

Economia

Em Sidrolândia, gasolina já está até 2,10% mais cara e óleo diesel, 6,78%

Nos dois postos pesquisados (Vacaria e São Bento) ambos da bandeira Petrobras, o aumento da gasolina ficou abaixo dos 3% anunciados.

Flávio Paes/Região News

09 de Novembro de 2014 - 20:50

Desde sábado o preço dos combustíveis já estão mais caros em Sidrolândia, embora ainda pelo menos em um posto (o Pé de Cedro), durante o final de semana tenha prevalecido a tabela antiga. Nos dois postos pesquisados (Vacaria e São Bento) ambos da bandeira Petrobras, o aumento da gasolina ficou abaixo dos 3% anunciados na sexta-feira pela estatal para a gasolina.

No Vacaria ficou abaixo dos 5% do diesel e extrapolou este percentual no São Bento, onde o aumento foi de 5,45%. No Posto Vacaria a gasolina C passou de R$ 3,296 para R$ 3,349 (1,60%); a aditivada de R$ 3,32,9 para R$ 3,399 (2,10%); o diesel C subiu de R$ 2,76.9 para R$ 2,890 (4,36%) e o diesel S10 de 2,899 foi para 2,990 (3,13%).

O Posto São Bento elevou em 0,90% o preço da gasolina comum (de R$ 3,329 para R$ 3,359); a aditivada que era vendida a R$ 3,329 o litro, foi para R$ 3,389 (1,80%); o diesel C elevou de R$ 2,749 para R$ 2,899 (5,45%) e o diesel S10, de R$ 2,799 foi para R$ 2,989 (6,78%).

No caso da gasolina, o preço praticado em Sidrolândia é 9,75% mais caro que o cobrado em Campo Grande, a 70 quilômetros da cidade. O motorista que abastece no Vacaria (onde o preço subiu 1,60%, o litro passou de R$ 3,29,6 para R$ 3,349). Na Capital,  uma tanqueada de 45 litros, sai por R$ 138,96, com o preço da gasolina a R$ 3,088 (já reajustado).

Na cidade, custa R$ 150,70, uma diferença de R$ 11,74. A diferença no preço do diesel é 8,68%: R$ 2,899 ante os R$ 2,659 (preço médio) cobrado na Capital. De acordo com o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul) até segunda-feira (10) o preço deve estar reajustado em todos os postos, mas por enquanto não é possível saber quais serão preços médios, pois cada posto de combustível tem liberdade para defini-los de acordo com a concorrência. 

Como o reajuste é para as refinarias, os postos de combustíveis que ainda têm estoque não precisam aumentar os preços até a próxima compra junto aos distribuidores. Segundo o supervisor técnico do Sinpetro, Edson Lazaroto, o reajuste já era esperado para recuperar as finanças da Petrobras, que enfrenta defasagem financeira.

“O ministro sempre explica que o Brasil estava importando gasolina a um preço, não estava repassando o preço no mercado interno e a Petrobras ficou com déficit”. A diferença entre o preço do mercado internacional para o interno é de 9,8 %, segundo Edson.

Na previsão do Sinpetro, mais um reajuste deve ocorrer nos primeiros meses do ano que vem. “No ano passado teve dois reajustes e esse ano teve um, então já era previsível que teria esse agora e ainda outro ano que vem, mas isso a gente nunca sabe”, comenta.

Posto Vacaria
Etanol: não teve aumento – valor R$ 2,419
Gasolina C:  De R$ 3,29.6  foi para R$ 3,349 (1,60%)
Gasolina Aditivada: De R$ 3,32.9 foi para R$ 3,399  (2,10%)
Diesel C: De R$ 2,76.9 foi para R$  2,890 (4,36%)
Diesel S10: De 2,89.9 foi para 2,990 (3,13%)

Auto Posto São Bento
Etanol: não teve aumento – valor  R$2,449
Gasolina C:  De R$ 3,32.9  foi para R$  3,359 (0,90%)

Gasolina Aditivada: De R$ 3,329 foi para R$ 3,389 (1,80%)
Diesel C: De R$ 2,749 foi para R$ 2,899 ( 5,45%)
Diesel S10: De  R$ 2,799 foi para  R$ 2,989 (6,78%)

Auto Posto Pé de Cedro (não teve aumento)
Etanol:  R$ 2,385
Gasolina C:  R$ 3,265
Gasolina Aditivada: R$ 3,295
Diesel C:  R$ 2,749
Diesel S10: De  R$ 2,889