Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 21 de Fevereiro de 2024

Economia

Empresas investem mais de R$ 1 bi na região do Vale da Celulose

Água Clara está na rota das cidades que ganharam grandes investimentos.

Correio do Estado

12 de Fevereiro de 2024 - 08:54

Empresas investem mais de R$ 1 bi na região do Vale da Celulose
A indústria do setor moveleiro investiu mais de R$ 1 bilhão desde o início de sua operação, em 2018, no município de Água Clara - MAIRINCO DE PAUDA.

Após o boom industrial do setor de florestas, fomentado pelo governo do Estado nos últimos anos, Mato Grosso do Sul segue se firmando como o Vale da Celulose no País. Somente em Água Clara, foram investidos mais de R$ 1 bilhão no setor moveleiro e outros R$ 100 milhões em base florestal.

Na semana passada, uma comitiva formada pelo governador Eduardo Riedel (PSDB), pela ministra do Orçamento e Planejamento, Simone Tebet, pelo secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Semadesc), Jaime Verruck, e por outros políticos visitou as instalações da empresa Greenplac MDF e o viveiro de mudas de eucalipto da MS Florestal (empresa da Bracell).

Conforme informações do governo do Estado, foi iniciado um novo ciclo de investimentos em base florestal, genética do eucalipto e projetos socioeconômicos com inclusão de mão de obra feminina.

A comitiva foi recepcionada no viveiro da MS Florestal pelo gerente sênior de operações florestais, José Marcio Bizon, pelo gerente sênior de pesquisa e desenvolvimento, Mario Ladeira, e pelo diretor de relações institucionais, governamentais e com comunidades, Manoel Browne.

Na oportunidade, a comitiva conheceu as instalações da empresa, que está investindo mais de R$ 100 milhões na produção de mudas de eucalipto em uma área de 110 mil metros quadrados.

Conforme já noticiado pelo Correio do Estado, a Bracell chegou a Mato Grosso do Sul em 2021 e, hoje, atua no Estado com operações de colheita e transporte de madeira. Em 2023, foi criada a MS Florestal, uma empresa que tem como foco a otimização das operações florestais e o fortalecimento da presença do Grupo RGE em Mato Grosso do Sul.

“A MS Florestal, que pertence à Bracell, é uma empresa que vem investindo no Estado, ampliando a sua base florestal, e aqui no viveiro nós temos investimentos com mais de R$ 100 milhões. Hoje já estão contratadas 260 pessoas, mais de duzentas mulheres, aqui no município de Água Clara, que passa por um momento importante. Hoje, todas as empresas de celulose, de alguma forma, tem atuação aqui e tem contratado pessoas na região”, destacou Jaime Verruck.

O grupo RGE, do qual fazem parte a Bracell e a MS Florestal, tem um foco especial para investimentos em ações sociais, tanto que, atualmente, na obra de Água Clara, são 259 colaboradores próprios trabalhando no viveiro, dos quais 184 são mulheres, desde cargos operacionais até de liderança.

“Cerca de 90% são mães, sem experiência de mercado, muito menos no setor florestal, e que pela primeira vez tem a possibilidade de emprego fixo e carteira assinada. Isso é muito positivo, lembrando que a empresa garantiu capacitação completa para que as candidatas assumissem seus postos de trabalho no viveiro de mudas”, acrescentou Verruck.

 A MS Florestal emprega 1.135 colaboradores diretos (Bracell e MS Florestal) e mais de 3 mil colaboradores indiretos em Mato Grosso do Sul. A empresa atua nos municípios de Campo Grande, Água Clara, Três Lagoas, Bataguassu e Santa Rita do Pardo.

“O importante é mostrar como MS avança na cadeia agroindustrial e da celulose. O Estado está consolidando sua posição de grande produtor de eucalipto, com mais de 1,2 milhão de hectares cultivados. E gerando renda para inúmeras famílias”, completou Verruck.

SETOR MOVELEIRO

Outra empresa que recebeu a comitiva foi a Greenplac MDF, que produz placas de MDF revestido, ou seja, atua no beneficiamento de madeira. Conforme o governo do Estado, a indústria já investiu mais de 
R$ 1 bilhão na planta industrial e em projetos florestais em MS.

No fim do ano passado, a empresa anunciou investimentos de R$ 70 milhões para aumento de suas atividades em plantio de florestas, ampliação de instalações e novos equipamentos para aumentar a capacidade de produção de MDF revestido.

No início deste ano, foi anunciada uma nova rodada de investimentos, com R$ 70 milhões para ações de ESG, sobretudo novas florestas.

“A empresa representa muito bem a ideia da diversificação da base produtiva do Estado. A Greenplac trouxe para MS um novo produto que é o MDF, produzindo 25 mil toneladas/mês. São mais de quinhentas carretas de produto acabado saindo mensalmente, mais de 700 funcionários trabalhando. Isso é extremamente importante para estruturar a empresa”, ressaltou Verruck.

O secretário salientou ainda que o produto já é exportado para o Paraguai e a Bolívia. “É um produto de base nacional, concorrente com as grandes empresas. Por isso nós entendemos que exatamente a partir da celulose é possível fazer uma diversificação”.

A empresa pertence à Asperbras Brasil S.A., holding com mais de 55 anos de atuação assertiva em diferentes mercados, e iniciou suas atividades na produção de MDF em 4 de julho de 2018.

“Nesses cinco anos, aprendemos mais sobre o potencial do nosso produto, certificações, conquista de selos importantes e novidades do mercado em seus diferentes momentos”, disse José Roberto Colnaghi, presidente do conselho administrativo da Asperbras Brasil S.A. (Com informações das assessorias)