Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Sábado, 5 de Dezembro de 2020

Economia

Enersul culpa térmicas por aumento e pede reajuste de 12,65% na conta de energia

A classe de consumo e da tensão de atendimento de cada consumidor influenciará no aumento da conta de luz.

Campo Grande News

11 de Março de 2014 - 07:18

A ANEEL terá que fazer cálculo do reajuste tarifário de energia elétrica em sua área de concessão, a ser aplicado a partir de 8 de abril. A solicitação foi da Enersul que forneceu as projeções e dados necessários para a agência.

A classe de consumo e da tensão de atendimento de cada consumidor influenciará no aumento da conta de luz. Caso essas informações não necessitassem de atualizações pela ANEEL, o aumento médio seria de 12,65%.

O alto custo de funcionamento das usinas termoelétricas, que foram acionadas em 2013 e que devem continuar funcionando em 2014 para contrabalançar a diminuição de energia produzida pelas usinas hidroelétricas, foi o principal responsável pelo aumento.

Esse problema é devido tanto da falta circunstancial de chuvas quanto de obstáculos impostos no passado à construção de novas usinas dotadas de reservatórios com capacidade de armazenar água na época de chuvas fartas para uso nas estiagens.

Se a condição climática do biênio 2013-2014 fosse favorável, o efeito médio percebido pelos consumidores seria de aproximadamente 4,87%, abaixo do índice inflacionário de 5,95% (IGPM).