Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Quarta, 20 de Janeiro de 2021

Economia

Fundems vai destinar R$ 400 mil para campos experimentais em MS

Projeto foi aprovado pelo conselho gestor do fundo da soja e do milho. Pesquisas são voltadas para a safra 2014/2015.

Agrodebate

06 de Agosto de 2014 - 14:04

O conselho gestor do Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e da Soja de Mato Grosso do Sul (Fundems) aprovou um projeto técnico no valor de R$ 400 mil para implantação de campos de pesquisas em uma área de 200 hectares.

Conforme o conselho gestor, os estudos neste campo experimentais têm o objetivo de revalidar pesquisas e difundir tecnologias de maior produtividade entre cultivares de soja e ainda trabalhos visando à recuperação de áreas de pastagens degradadas e iniciativas voltadas para sistemas integrados de lavoura e pecuária.

A aprovação ao projeto foi publicada na edição desta quarta-feira (6), do Diário Oficial do estado.  Segundo a deliberação, os recursos para a execução do projeto, que é voltado para a safra 2014/2015, serão repassados a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (Fundect).

Conforme o conselho gestor, a deliberação tem efeito retroativo, contando a partir de 15 de abril deste ano.

O fundo foi criado pelo governo do estado no fim de 2010 com o objetivo de desenvolver pesquisas e dar suporte tecnológico e de infraestrutura ao setor agrícola. Além de estudos na área, o Fundems tem a finalidade de proporcionar melhorias no processo de produção, armazenamento, comércio e transporte dos grãos e também de propiciar a execução de ações para prevenção e erradicação de doenças que afetam a soja e o milho.

O fundo é administrado por um comitê gestor formado por representantes da Associação dos Produtores de Soja do estado (Aprosoja/MS), Federação da Agricultura e Pecuária do estado (Famasul), da Organização das Cooperativas Brasileiras no estado (OCB/MS), e das secretarias estaduais de Fazenda (Sefaz) e do Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur).