Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Segunda, 29 de Novembro de 2021

Economia

Gasolina subiu 10% e álcool 20%,mostra pesquisa do Procon na Capital

A gasolina comum aumentou somente em dois meses cerca de 10%, custava em média R$ 2,69 e agora está em média R$ 2,96

Campo Grande News

28 de Abril de 2011 - 17:30

Diante das altas constantes nos valores dos combustíveis, o PROCON saiu a campo para pesquisar os preções em Campo Grande. Os dados foram coletados na segunda-feira passada e mostram grande variação entre os postos.

No caso do álcool, o reajuste acumulado desde fevereiro chega a 20%. O preço que era de R$ 1,95 em média há 69 dias, agora é de R$ 2,34, mas pode ser encontrado até por R$ 2,49.

A gasolina comum aumentou somente em dois meses cerca de 10%, custava em média R$ 2,69 e agora está em média R$ 2,96. O valor mais alto encontrado foi de R$ 3,136. A aditivada aumentou um pouco menos, segundo o Procon - 9,5%, com o preço mais caro em R$ 3,187.

“O Diesel não apresentou variação, o que torna ainda mais enigmático o aumento da gasolina, visto serem ambos derivados da mesma origem, o petróleo”, avalia o órgão.

O Procon também ressalta que desta vez as variações entre os estabelecimentos.

A gasolina comum tem como menor preço em Campo Grande R$ 2,794 e R$ 3,136 a mais cara, variação de 12,24%.

O valor mais alto foi encontrado no Posto Mediterraneo, na 14 de Julho. O mais baixo é cobrado pelo Posto Cidade, na Afonso Pena.

A aditivada variou de R$ 2,819 a R$ 3,187, com diferença de 13,05%.

O preço do álcool teve a maior variação 13,64%, de R$ 2,199 a R$ 2,499.

O valor mais baixo é no Posto São Marcos, na rua Candido Mariano e o mais alto no Posto Imbirussu, na avenida Marechal Deodoro.